O ex-jogador Djalma Santos, internado desde o dia 1.º de julho, segue em estado grave na unidade de terapia intensiva (UTI) do Hospital Hélio Angotti, em Uberaba. Boletim médico divulgado nesta terça-feira (23) ainda informou que o paciente de 84 anos passou a apresentar "comprometimento da função renal".

O hospital também informou que o ex-jogador continua precisando da ajuda de aparelhos para respirar. Bicampeão mundial com os títulos das Copas de 1958 e 1962, o ex-atleta vem recebendo tratamento por causa de uma infecção respiratória aguda e vinha apresentando uma recuperação inconstante, pois ele havia deixado a UTI anteriormente no último dia 11, antes de voltar para a unidade de terapia intensiva no último sábado à noite, quando teve uma nova recaída.

Vencedor com a camisa da seleção brasileira, Djalma Santos também acumulou títulos com as camisas de Portuguesa, Palmeiras e Atlético-PR. Diagnosticado com pneumonia, Djalma Santos acabou sendo internado pouco depois de a seleção brasileira vencer a Espanha por 3 a 0, no final da noite último dia 30 de junho, na decisão da Copa das Confederações.