Não foi a estreia esperada. Mas o técnico Mozart impediu uma nova derrota do Cruzeiro. Após ver o time sofrer 1 a 0 no primeiro tempo, com gol contra de Joseph, em lance bisonho, o treinador promoveu modificações que resultaram no empate em 1 a 1. E quem diria que o tento da igualdade viria dos pés de um atleta que era dado como descartado na Toca até pouco tempo!

Preterido por Felipe Conceição, Marcinho ganhou uma chance com o novo treinador. Foi do meia o gol celeste, aos 42 minutos da segunda etapa. Não era o que a torcida ansiava, depois dos protestos realizados na tarde deste sábado (12), em frente à Toca. Pelo menos, valeu como “prêmio de consolação”, depois de tanta luta dentro de campo.

Com isso, o Cruzeiro somou seu primeiro ponto na Série B do Brasileiro. A equipe terá dois compromissos como visitante na sequência da competição. Na quarta-feira (16), às 21h30, enfrenta a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli. E, no próximo sábado (19), às 19h, o Operário-PR, no Germano Krüger.

O jogo

O primeiro tempo da partida pode ser definido em uma palavra: Joseph. Por uma infelicidade do zagueiro, improvisado na lateral direita, o Goiás abriu o placar. Se tentou recuar para Fábio ou mesmo mandar para a linha de fundo, não importa. O que vale é que não deu certo e, de peito, o atleta acabou mandando para as redes, anotando contra. Depois disso, ele ainda errou em outro lance, quase cedendo o segundo gol ao adversário.

Mozart não fez alteração alguma na equipe na saída do intervalo. Mas, dez minutos depois do início da segunda etapa, promoveu três alterações de uma só vez: Matheus Barbosa, Felipe Augusto e Marcinho nos lugares de, respectivamente Joseph, Airton e Bissoli. 

O empate veio com Marcinho, aos 42 do segundo tempo. Fruto do empenho mostrado pelos donos da casa. Não foi o ideal, porém não foi o pior dos mundos.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 1
Fábio; Joseph (Matheus Barbosa), Ramon, Brock e Matheus Pereira (Stênio); Flávio (Adriano) e Rômulo; Sóbis, Bruno José e Airton (Felipe Augusto); Bissoli (Marcinho)
Técnico: Mozart

GOIÁS 1
Tadeu; Apodi, David Duarte, Reynaldo e Hugo; Breno (Rezende), Caio Vinícius, Elvis (Luan Dias) e Dieguinho (Vinícius); Bruno Mezenga (Lucas Black) e Alef Manga (Dadá Belmonte)
Técnico: Pintado

DATA: 12 de junho de 2021 (sábado)
LOCAL: Mineirão
CIDADE: Belo Horizonte
MOTIVO: 3ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro
ARBITRAGEM: Vinicius Furlan, auxiliado por Neuza Ines Back (Fifa) e Luiz Alberto Andrini Nogueira, todos de São Paulo
CARTÕES AMARELOS: Airton (Cruzeiro); Apodi (Goiás)
CARTÃO VERMELHO: Jadson (Cruzeiro)
GOLS: Joseph (contra) aos 11 minutos do primeiro tempo; Marcinho aos 42 do segundo tempo

Cruzeiro