Não faltou emoção no Independência. América e Guarani fizeram um duelo bastante movimentado, e empataram em 2 a 2, nesta quarta-feira (20), na última rodada da fase de classificação do Campeonato Mineiro.

Com o resultado, o Coelho, que ainda buscava a vice-liderança, fechou a etapa inicial do torneio com 22 pontos, na terceira colocação.

Já o Bugre, encerra sua participação com apenas 10 pontos, na 10 colocação, amargando o rebaixamento ao Módulo II do Estadual.

Os gols do América foram marcados por Neto Berola, aos 41 minutos do primeiro tempo, em bela jogada individual, e França, aos 21 minutos da etapa final.

Para a equipe de Divinópolis, que esboçou uma reação no segundo tempo, e chegou a empate o duelo, os zagueiros Élder, aos 31 minutos, e Paulão, aos 37 minutos, balançaram as redes.

Nas quartas de final, o América vai enfrentar a Caldense, que se classificou em 6º, na próxima segunda-feira (25), às 20h, no Independência.

O jogo

Ainda em busca da segunda colocação na primeira fase do Mineiro, o América iniciou o duelo no Horto tentando tomar a iniciativa das jogadas.

Com Neto Berola e Felipe Azevedo aberto pelas pontas, o Coelho tentava pressionar o Guarani, mas esbarrava forte marcação do Bugre.

A primeira chance de gol da partida foi do time de Divinópolis. Aos 15 minutos, Magalhães arriscou de fora da área, e levou perigo ao gol de Glauco.

Aos 28 minutos, quase o Coelho abriu o placar. Felipe Azevedo aproveitou sobra de bola na entrada da área, bateu colocado, e acertou o travessão.

Cinco minutos depois, outra boa chance para o América. João Paulo recebeu passe de Felipe Azevedo pela esquerda, chutou rasteiro, e exigiu boa defesa de Leandro.

Aos 43 minutos, um golaço. Neto Berola recebeu pela direita, passou por cinco defensores, invadiu a área, e bateu no canto esquerdo para abrir o placar para o Coelho.

Reação do Bugre

Precisando da vitória para se salvar do rebaixamento sem depender do resultado da partida entre URT e Tupi, o técnico do Guarani, Gian Rodrigues sacou um zagueiro e lançou um atacante, no intervalo da partida.

A expulsão do lateral-esquerdo Vitão, logo aos dois minutos foi uma ducha da água fria nas pretensões do time de Divinópolis.

Tranquilo no jogo, o Coelho controlava as ações, e chegou ao segundo gol aos 21 minutos. O atacante França, que havia acabado de entrar na vaga de Neto Berola, recebeu pela esquerda, e tocou com categoria, na saída de Leandro, para ampliar para a equipe alviverde.

Desesperado com a vitória da URT, que o rebaixaria para o Módulo II, o Guarani se lançou ao ataque.

E o que parecia improvável, aconteceu. Com um a menos, o valente Bugre buscou o empate fora de casa.

Aos 31 minutos, o zagueiro Élder aproveitou falha da defesa do América na cobrança de escanteio, e testou firme, balançando as redes de Glauco.

Seis minutos depois, Paulão aproveitou rebote de falta cobrada por Paulo Morais e empatou o duelo no Independência.

Mesmo tentando esboçar uma pressão nos últimos minutos da partida, o Guarani não conseguiu o gol que o salvaria do rebaixamento, e amargou a queda.

Já o América, que segue no torneio, deixou o gramado vaiado por parte da torcida, após ceder o empate no Horto.

FICHA DO JOGO

Motivo: 11ª rodada do Campeonato Mineiro

Local: Independência (Belo Horizonte)

Arbitragem: Paulo César Zanovelli da Silva, auxiliado por Leonardo Henrique Ferreira e Pedro Araújo Dias Cotta

Gols: Neto Berola, aos 41 minutos do primeiro tempo; França, aos 21 minutos do segundo tempo e Élder, aos 31 minutos, e Paulão, aos 37 minutos do segundo tempo

Cartões Amarelos: Zé Ricardo e Marcelo Toscano (América) e Vitão (Guarani)

Público: 1.029
Renda: R$ R$ 2.940,00

AMÉRICA

Glauco; Ronaldo, Paulão, Diego Jussani e João Paulo; Zé Ricardo, Juninho (Morelli) e Marcelo Toscano; Felipe Azevedo (Ademir), Neto Berola (França) e Júnior Viçosa. Técnico: Givanildo Oliveira

GUARANI

Leandro, Paulão, Elder e Reniê (Diego Silva); Rodrigo Dias; Yuri, Alemão, Ewerton Maradona (Paulo Morais), Magalhães e Vitão; Pedrinho (Katatau). Técnico: Gian Rodrigues