Após a morte do ex-presidente Eurico Miranda, na terça-feira, o Vasco vai a campo nesta quinta-feira no último dos três dias de luto decretados em homenagem ao emblemático dirigente. O time do técnico Alberto Valentim recebe o Avaí em São Januário, a partir das 21h30, para o jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil. A expectativa é de que alguns tributos sejam prestados ao ex-dirigente antes da partida.

Diferente das duas primeiras fases do torneio nacional, disputadas em jogo único, a terceira é realizada em rodadas de ida e volta. Os dois times voltam a se enfrentar no dia 10 de abril, na Ressacada, em Florianópolis (SC), para decidir a vaga na fase seguinte.

Depois do título da Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca, a equipe vascaína segue com o desempenho estável, tanto que ainda está invicta. No último domingo, buscou um empate por 1 a 1 no clássico contra o Flamengo, com gol marcado por Maxi López nos acréscimos. Após dois empates e uma vitória, ocupa a terceira colocação do Grupo B da Taça Rio, com cinco pontos.

O Avaí, por sua vez, vive uma semana muito importante. Depois deste jogo, tem pela frente um clássico contra o Figueirense, no domingo, pelo Campeonato Catarinense, competição na qual ocupa a terceira colocação, com 23 pontos. No último domingo, foi derrotado por 1 a 0 fora de casa pelo Hercílio Luz.

Com o CT das Vargens interditado e São Januário de luto pela morte de Eurico Miranda, o Vasco realizou o último treino no Clube da Aeronáutica, na Barra da Tijuca. Na terça, não houve treino em razão do falecimento do ex-presidente. Alberto Valentim tem força máxima, mas não revelou o time que mandará a campo. "Já sei, só não vou passar para vocês. O que entendo de mais forte aproveitando as características do adversário. Mas depois dou uma olhadinha na internet e vocês acertam sempre", brincou o treinador com a imprensa.

Na contramão de Valentim, o técnico Geninho não viu problemas em revelar a escalação do Avaí. A grande novidade é a presença do zagueiro Ricardo improvisado como volante. Além disso, seis nomes poupados no final de semana voltam ao time titular. São eles Betão, Marquinhos e Pedro Castro, que não foram a campo, e também Matheus Barbosa, João Paulo e Daniel Amorim, utilizados no segundo tempo. Glédson entra no gol no sistema de rodízio.

Leia mais:

Com gritos de 'Casaca', velório de Eurico reúne presidente da CBF e dirigentes

Eurico Miranda morre aos 74 anos; ex-jogadores lamentam