Com uma série de desfalques por lesão, convocação e, principalmente, pelo surto de Covid-19 que o clube atravessa, o Atlético vai promover a estreia do lateral-direito Talison, de 20 anos, no duelo com o Athletico-PR, nesta quarta-feira (18), às 19h, no Mineirão, em duelo atrasado da 6ª rodada do Brasileirão.

Para compor o banco de reservas, o técnico Jorge Sampaoli, que também está com o coronavírus e não vai poder comandar o time na beira do campo, também precisou acionar os jovens formados no clube.  

O goleiro Sivaldo, o lateral-esquerdo Samuel Toscas, os zagueiros Gustavo Henrique e Isaque, o meia Guilherme Santos e os atacantes Guilherme Santos e Luiz Felipe foram outros jogadores chamados às pressas para o confronto com o Furacão.

Os responsáveis por comandar o Galo na partida serão Leandro Zago, treinador do time sub-23 do alvinegro e Éder Aleixo, auxiliar-técnico permanente do clube.

Desfalques

Ao todo, o Atlético não vai poder com 12 jogadores para o duelo com o Athletico-PR.

O goleiro Victor, o lateral-direito Guga, os zagueiros Réver e Gabriel, o volante Allan, o meia Allan Franco e os atacantes Eduardo Vargas e Savinho, foram diagnosticados com covid-19 e estão em isolamento.

Convocados para as seleções do Paraguai e da Venezuela respectivamente, o zagueiro Júnior Alonso e o atacante Savarino não retornaram a tempo de reforçar o Galo no confronto no Gigante da Pampulha.

Por fim, o lateral-direito Mariano, com uma lesão muscular na coxa direita, e Diego Tardelli, em recuperação de uma cirurgia no tornozelo direito, realizada em julho, são outras baixas.

Com 38 pontos, o Atlético é o líder do Campeonato Brasileiro. Uma vitória sobre o Athletico-PR fará com que o Galo abra cinco pontos de diferença para o Internacional, vice-líder da competição.

O time paranaense, por sua vez, é o 17º colocado, com 22 pontos, e deixará a zona de rebaixamento caso consiga pontuar no Mineirão.