O Atlético já tem um substituto para o técnico uruguaio Diego Aguirre, demitido nesta quinta-feira (19). Nome mais falado pelos torcedores nas redes sociais, Marcelo Oliveira, demitido há 40 dias pelo Palmeiras, é também o primeiro da lista da diretoria. As tratativas, inclusive, já estão em andamento.

Ex-atleta do Galo nas décadas de 70 e 80, Marcelo abre negociações com o clube pelo qual marcou 104 gols, em 284 jogos. Além disso, conquistou os títulos mineiros de 76/78/79/83 e da Taça Minas Gerais 75/76 . Em 2003, credenciado pela história construída em campo, ele assumiu o comando da equipe de juniores do Atlético, onde iniciou a trajetória como treinador.

Na época, o clube apostou em uma legião de ex-atletas para comandar as categorias de base. Além de Marcelo Oliveira,  o Galo contava com o ex-lateral Getúlio, na categoria mirim,  o ex-meia Ângelo, na infantil, o ex-zagueiro Luizinho, no juvenil, e, na coordenação técnica, o ex-camisa 10 Éverton e o ex-lateral José Maria Penna. Tico, atual auxiliar técnico de Oliveira, também fazia parte da equipe.

Durante muito tempo, Marcelo foi tido como o coringa dentro do clube. Acionado em várias oportunidades, ele assumiu o comando da equipe principal, porém, nunca com a oporturnidade de ser efetivado. Ao todo, ele foi treinador da equipe profissional por 6 vezes, sendo a última entre os meses de agosto e dezembro de 2008. Em 25 jogos comandando o Atlético, garantiu uma das vagas para a Copa Sul-Americana do ano seguinte.

Caso acerte com o Atlético, Marcelo chegará ao clube com status diferente daquela época. No currículo, hoje ele ostenta dois títulos do Brasileirão (2013/14), pelo Cruzeiro, e um da Copa do Brasil (2014), pelo Palmeiras.

marcelo oliveira

Marcelo Oliveira, Luizinho, Getúlio, Ângelo e Everton foram chamados de "donos do futuro" no Galo

* colaborou Felipe Repolês