As derrotas para Sérvia e China na semana passada jogaram o Brasil para um modesto quarto lugar na classificação geral do Grand Prix de Vôlei. Com quatro vitórias em seis partidas, a seleção brasileira feminina tem tudo para se classificar entre as seis primeiras para a fase final, mas para isso precisa ir bem nos jogos que fará em Ancara, na Turquia, de sexta (24) até domingo (26).

A estreia nesta terceira e última rodada da fase de classificação é diante da Itália, na sexta. Depois, o Brasil pega a Bélgica, que soma seis derrotas em seis jogos, e fecha a participação diante da Turquia, dona da casa, que também briga por vaga no hexagonal.

Sheilla, Fabiana e Fernanda Garay sentem-se em casa na Turquia. Todas já defenderam clubes locais. Já o técnico José Roberto Guimarães foi bicampeão com o tradicional Fenerbahce em 2010/11 e 2011/12.

"Vivi uma experiência muito bacana no Fenerbahce. Ganhamos campeonatos importantes como a Liga dos Campeões e o Mundial de Clubes. Foi a primeira vez que o Fenerbahce ganhou um campeonato daquele porte e isso marcou muito a minha carreira. A cada temporada a paixão do torcedor turco pelo voleibol aumenta. Tivemos jogos com a casa lotada com mais de 11.000 pessoas", recordou José Roberto Guimarães.

Na próxima temporada mais duas brasileiras jogarão no voleibol turco. A ponteira Natália defenderá o Fenerbaçhe e a central Thaisa fechou com o Eczacibasi. Elas deixaram, respectivamente, o Unilever/Rio e o Nestlé/Osasco.