O Cruzeiro vive momento muito delicado no Campeonato Brasileiro da Série B. Há cinco jogos sem vencer (três derrotas e dois empates) a Raposa ocupa a 16ª colocação, com cinco pontos, mesma pontuação do Figueirense, que abre a zona de rebaixamento.

A equipe celeste só não está no Z-4 porque leva vantagem sobre o time catarinense no número de vitórias (3 a 1).

Entretanto, tanto o Figueira, quanto o Sampaio Corrêa e o CSA, que aparecem logo abaixo na tabela, tem jogos a menos que a Raposa, e podem empurrar o Cruzeiro para o grupo dos quatro primeiros quando igualarem o número de jogos.

Muito pressionado pelos resultados negativos e pelo desempenho ruim nas partidas, o técnico Enderson Moreira lamentou a atuação da equipe, que pouco produziu no duelo e ainda cedeu o empate ao adversário nos minutos finais da partida, depois de um erro na saída de bola.

"Ficamos chateados, como o torcedor. Ficamos um pouco decepcionados, acho que o torcedor merecia uma partida melhor. Precisávamos merecer a vitória, finalizar mais, ser mais agressivo. Essa é a nossa insatisfação. Torcedor está com a razão. Futebol aquém do que o grupo, na minha concepção, pode entregar. Não podemos estar satisfeitos com o 1 a 0 diante do CRB e abrir mão de atacar", afirmou o treinador.

Questionado sobre a realidade do clube, que disputa a Série B pela primeira vez, o comandante da Raposa fez um apelo.

"O Cruzeiro precisa entrar na competição o quanto antes, entrar de corpo e alma, sabendo das dificuldades, daquilo que vamos enfrentar e errando o mínimo possível".

Em busca da reabilitação no campeonato, o time celeste volta a campo na próxima sexta, quando vai enfrentar o Vitória, às 21h30, no Mineirão, pela 9ª rodada do campeonato.