cruzeiro, raposa, regis

 

O namoro do Cruzeiro com o meia-atacante Régis, atualmente no Bahia, voltou a esquentar. A chegada de Enderson Moreira ao time celeste pode ser uma nova ponte para que o jogador deixe Salvador para desembarcar em Belo Horizonte em breve.

Mesmo sem cravar interesse na contratação de Régis, Enderson Moreira, que trabalhou com o atleta recentemente no Bahia, fez vários elogios ao seu ex-pupilo. E, segundo apurou o Hoje em Dia, há sim conversas para que o jogador possa chegar à Toca II depois que passar essa pandemia pelo coronavírus.

"Eu não quero falar sobre nomes, porque a gente não tem efetivamente esses movimentos que estão sendo feitos em um coisa que possa ser definitiva. Posso falar sobre o Régis como atleta, que hoje é do Bahia, atleta que eu conheço. Trata-se de um meia atacante muito interessante em termos de ser vertical, jogador que joga muito na direção do gol. Não é um meia-armador, não é um jogador que vem de trás armar o jogo, é jogador de ultimo terço (do campo), é um meia-atacante quase um segundo atacante. Que vem um poquinho de trás, que tem muita qualidade de qualidade drible e é muito inteligente para achar passa entre linhas ,assistêjcia, e finaliza muito bem. Trata-se de um jogador, claro, de ótima qualidade", disse o técnico celeste em entrevista à Rádio Itatiaia.

Assim como publicado pelo HD em 26 de março, Enderson Moreira, junto com o Conselho Gestor, faria uma análise pontual sobre as possibilidades de mercado e o nome de Régis, muito bem visto dentro do clube antes mesmo da chegada do novo técnico, poderia voltar à pauta. O que de fato aconteceu. 

Segundo o Globoesporte há um acordo em andamento para que o Bahia empreste Régis ao Cruzeiro até o fim de 2020. Os clubes dividiriam o salário do meia-atacante, que poderia, inclusive, ter parte dos direitos econômicos adquiridos pela Raposa.