bahia, cruzeiro, regis

O Cruzeiro, o Bahia e o empresário Paulo Pitombeira já informaram que todas as partes estão negociando para que o meia-atacante Régis deixe o Tricolor Baiano e se transfira para a Raposa. A contratação do jogador foi avalizada pelo técnico Enderson Moreira, recém-chegado ao clube celeste e que já trabalhou com o próprio Régis na equipe baiana. 

Em entrevista à ESPN Brasil, Enderson Moreira detalhou como pretende escalar Régis em sua equipe. 

“O Régis tem uma característica diferente dos meias que temos. Temos jogadores com muita capacidade técnica, jogadores de alto nível: Robinho, Everton Felipe, Maurício, são jogadores que estão buscando uma posição na equipe. Acho que o Régis tem caracteristica diferente. Mais vertical, joga na direção do gol. Ele não é armador. Ele joga no último terço ofensivo. Acho que seria interessante”, explicou.

A negociação que envolve a vinda de Régis ao Cruzeiro está praticamente sacramentada. Inicialmente o jogador assinará um contrato de empréstimo até o fim de 2020, com possibilidade de renovação de acordo com cláusulas específicas. Dentre essas o acesso à Série A de 2021. 

A intenção de utilizar Régis mais avançado dará a oportunidade de Enderson Moreira aproveitar uma receita caseira para um grave problema no time do Cruzeiro: a falta de um homem de criação de jogadas, um camisa 10. Robinho pode ser esse nome, e o próprio meia se colocou à disposição para a tarefa.

"Eu estou preparado para ajudar da maneira que o professor Enderson precisar eu estou pronto. Vim com o foco de jogar mais centralizado, mas já tinha conversado com o Adilson sobre isso, sair da minha função que fazia antes com o Mano. Ser referência para o time, poder controlar mais a equipe, ajudar a molecada, né. Acho que alguns meninos ficaram muito sobrecarregados nessa reta final pela falta de jogadores de experiência no meio de campo. Estou me preparando para ser esse cara que possa dar tranquilidade, não deixar nas costas deles a responsabilidade.

Estou me preparando para isso, acho que vai ser bom para mim e para os meninos quando eu voltar", disse Robinho em entrevista no canal oficial do Cruzeiro no Youtube. 
Além de Robinho outros jogadores poderiam fazer essa função no Cruzeiro. São eles: Marco Antônio, Maurício e Everton Felipe. 

Régis fez apenas dois jogos pelo Bahia nesta temporada. Em 2019 o jogador esteve no Corinthians, mas também não conseguiu se destacar, foram sete jogos e nenhum gol. O ano de 2017 do meia-atacante foi o melhor, quando ele atuou em 49 oportunidades e fez 13 gols.