A importante partida que o Atlético terá neste sábado (25),  diante do Grêmio, em Porto Alegre, pode ganhar mais um tempero especial. Lesionado desde a partida contra o Avaí, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, Diego Tardelli pode voltar aos gramados justamente contra o Galo.

Durante entrevista coletiva concedida nesta quinta-feira (23), o ídolo atleticano confirmou que está liberado para atuar neste fim de semana e comentou como será o reencontro com o clube que, segundo ele, mudou sua vida.

“Mais uma partida especial, por tudo que eu vivi ali no Atlético, pela minha história, pelos títulos que ganhei. Claro que se trata de uma partida especial, é a primeira vez que eu encontro meu ex-clube, então, é agir naturalmente. Hoje, eu estou aqui defendendo as cores do Grêmio e estou preparado. Quis (o destino) que eu voltasse contra o Atlético. Então, espero poder fazer meu melhor com a camiseta do grêmio, mas o respeito será eternamente pelo Atlético, carinho especial sempre. Minha vida mudou bastante depois que eu cheguei no Atlético.”

Perguntado se acredita em uma possível “lei do ex”, Tardelli se mostrou confiante e que precisa voltar a marcar independentemente do adversário.

“Acredito. Se eu estiver bem preparado, focado, é minha função estar ali dentro, independente se é contra o Atlético ou outro. Eu preciso voltar a jogar, preciso fazer gols, quem sabe pode ser sábado também”

Trajetória em Belo Horizonte

Artilheiro do Campeonato Brasileiro em 2009 defendo a camisa alvinegra, Diego Tardelli se tornou uma referência de atacante para os torcedores do Galo e sempre teve seu nome muito pedido após sua saída em 2011.

A volta do camisa 9 foi a grande contratação do clube para a disputa da Copa Libertadores de 2013. Ao lado de Ronaldinho Gaúcho e companhia, Tardelli conquistou o título mais importante da história do Atlético, derrotando o Olímpia, do Paraguai, na grande decisão.

No ano seguinte, com a saída de Ronaldinho Gaúcho, o atacante se tornou a grande referência do time que conquistou a Copa do Brasil de 2014 em cima do Cruzeiro, inclusive,marcando o gol do título, no segundo duelo, no Mineirão. 

Após outra negociação que tirou o atacante de Belo Horizonte em 2015, o sonho de ver o jogador ter sua terceira passagem pelo clube continuou a ser alimentada pelos dois lados. Constantemente houve interações entre jogador e torcedores, que pediam sua volta.

A informação de que atleta não atuaria mais na China causou grande esperança de que o ídolo voltasse a vestir a camisa alvinegra, mas a boa proposta do Grêmio levou o campeão da Libertadores de 2013 para Porto Alegre, gerando grande decepção entre os torcedores, que levavam em consideração algumas declarações, em que o atacante chegou a afirmar que se voltasse para o Brasil, seria para o Atlético.

 

*Hugo Lobão sob supervisão de Thiago Prata