Muito trabalho, dívidas a pagar, busca de patrocinadores e enxugamento da folha salarial. Esta tem sido a rotina do novo presidente do Cruzeiro, Sérgio Santos Rodrigues, no cargo há apenas 16 dias. Em pouco tempo, porém, já obteve êxito em alguns aspectos, como ele mesmo fez questão de destacar em entrevista concedida a um podcast da Rádio Itatiaia.

Neste bate-papo, o mandatário celeste afirmou que tem convicção de que recolocará o clube nos trilhos em um período de tempo menor ao que muitos imaginam.

“Estamos seguindo um caminho que ninguém seguiu para sair dessa situação. O Inter acho esteve próximo disso, uma crise mais institucional. O Cruzeiro tem dívida sem precedentes, como muitos falam. O que me anima é que em curto prazo estamos demonstrando resultados”, afirmou à Itatiaia.

Rodrigues destacou ainda que conta com o apoio de importantes empresários, como o dono dos Supermercados BH, Pedro Lourenço.

“Antes da eleição o Pedro não deu dinheiro ao Cruzeiro, e está acreditando no nosso trabalho. Já fizemos rescisão de atletas (casos de Edilson e Robinho) para bater essa austeridade do Cruzeiro. Sou torcedor de arquibancada, como os 9 milhões que o clube tem, mas quando se senta para representar esses torcedores, não se pode pensar com o fígado. Temos que tratar como uma grande organização”, disse.

Cruzeiro