A grave crise pela qual o Cruzeiro atravessa fez com que o elenco sofresse uma grande reformulação em relação ao final da temporada passada. Com a saída de várias peças e os poucos recursos que o clube que tem no momento para ir ao mercado, a oportunidade de vestir a camisa celeste vai surgir para vários jovens jogadores.

Um deles é o volante Adriano, de apenas 20 anos, que deve iniciar jogando na estreia da Raposa no Campeonato Mineiro, nesta quarta-feira (22), às 21h30, no Mineirão, contra o Boa Esporte.

Mesmo integrado ao elenco principal desde o segundo semestre de 2019, o jogador ainda não teve a chance de debutar com o manto estrelado.

Apesar da timidez ao conceder sua primeira entrevista coletiva, nesta segunda-feira, na Toca da Raposa II, Adriano mostrou personalidade e cravou um futuro promissor para o time celeste em 2020. 

​“Era a oportunidade que estava esperando e agora é tentar aproveitar. É uma chance única na carreira de um jogador. A responsabilidade caiu no nosso colo (jovens jogadores), junto com os mais velhos. Vamos levantar o Cruzeiro. Vai dar tudo certo”, afirmou o volante.

Escalado pelo técnico Adilson Batista ao lado de Edu durante os treinamentos, Adriano vem atuando como primeiro volante, protegendo a dupla de zaga e fazendo a cobertura dos laterais.

Entretanto, apesar do poder de marcação, o jogador diz que tem condições de auxiliar o time também na construção das jogadas.

“Antes de vir para o Cruzeiro, jogava como armador. Aqui, fui recuado para volante, mas mantive as características de passe, posse de bola”.

Sonho

Mesmo em meio ao conturbado momento pelo qual o Cruzeiro atravessa, Adriano diz que o encanto pela proximidade de vestir a camisa celeste pela primeira vez não foi perdido e revela um desejo especial: "Já sonhei algumas vezes marcando gol no Mineirão lotado. Não imaginei como (risos), mas espero que se realize”.

Adriano Cruzeiro