A segunda-feira (2) será mais um dia sem competições em Gold Coast, em Queensland, na Austrália. O mar amanheceu ainda mais calmo do que no domingo, quando a primeira etapa do Circuito Mundial de surfe já não aconteceu, e a organização do evento decidiu adiar o andamento da competição mais uma vez.

Depois de um primeiro dia agitado, com o brasileiro Gabriel Medina mostrando todo o talento que o levou ao título mundial em 2014, o mar "não colaborou" e a competição já vai para o seu segundo dia parado.

Porém, apesar de a previsão meteorológica apontar para uma melhora nas condições das ondas apenas na próxima quinta-feira, a organização do evento ainda acha prematuro cogitar trocar de praia para dar continuidade às disputas na Austrália.

Enquanto Gabriel Medina avançou diretamente para a terceira fase, depois de superar o também brasileiro Wiggolly Dantas e o norte-americano Dane Reynolds, seus principais concorrentes em 2014, Mick Fanning e Kelly Slater, não tiveram a mesma sorte. Ambos não venceram suas baterias e terão de disputar a repescagem.

Vale lembrar que a competição tem prazo para terminar em 11 de março, ou seja, a organização pode escolher os melhores dias de onda dentro desse período para fazer todas as baterias previstas.