Na acirrada disputa entre Everson e Rafael pela titularidade da meta alvinegra, melhor para o ex-goleiro do Santos, que parece ter vencido a concorrência por uma vaga entre os onze iniciais, ao menos neste momento.

Contratado a pedido do técnico Jorge Sampaoli pela qualidade no jogo com os pés, Everson estreou na vitória sobre o Bragantino, na última rodada, quando o então titular Rafael cumpriu suspensão.

Com os dois goleiros à disposição, a dúvida sobre quem iniciaria jogando diante do Atlético-GO pairou sobre a Cidade do Galo durante toda a semana.

Enquanto o primeiro carrega a confiança do comandante desde os tempos de Peixe, onde havia barrado o ídolo Vanderlei, o segundo tinha sido titular em todos os 16 jogos em que o argentino esteve à frente do Atlético.

Um hora antes da bola rolar no estádio Olímpico, em Goiânia, neste sábado, pela 11ª rodada do Brasileirão, o mistério foi encerrado.

Everson foi o escolhido e Rafael teve que acompanhar a vitória do Alvinegro por 4 a 3 do banco de reservas.

Defesas

Mesmo com três gols sofridos, em que não teve culpa, o novo titular da meta alvinegra conseguiu se destacar no duelo com o Dragão.

Logo aos 10 minutos, o camisa 31 fez grande defesa ao defender um chute cara a cara de Ferrareis, em um lance em que fechou muito bem o ângulo do atacante, que avançou sozinho com a bola desde a intermediária.

Aos 38 minutos, Everson espalmou um forte chute do lateral-esquerdo Nicolas, da entrada da área, evitando que o adversário abrisse 2 a 0 no placar.

Já nos instantes finais da partida, aos 48 minutos, o goleiro mostrou excelente reflexo e elasticidade ao defender uma bomba do meia-atacante Matheuzinho, da entrada da área.