Ex-agente de Michael Schumacher, Willi Weber criticou publicamente neste sábado (26) a esposa do ex-piloto, Corinna. Nas redes sociais, Weber afirmou que não está podendo visitar o heptacampeão da Fórmula 1 desde o acidente ocorrido há dois anos. E Corinna seria a responsável pela proibição.

"Corinna está me impedindo de ter qualquer contato com Michael. Já tentei dezenas de vezes de ter a permissão dela, mas não tive nenhum sucesso", declarou Weber, ao jornal alemão Bild, para o qual reiterou as declarações que fez em postagem no Facebook.

Ao jornal, o ex-empresário de Schumacher disse não saber as razões das negativas de Corinna. "Eu não sei o que falar, não sei quais são os motivos. Não sei o que está por trás disso. Há sempre muitas desculpas e evasivas. Recentemente, ela disse que não permitira por medo de haver alguma infecção por bactéria", afirmou.

Weber foi agente de Schumacher entre os anos de 1988 e 2010. Foi neste período que o alemão brilhou na F1, conquistando sete títulos e derrubando seguidos recordes. Ele era uma das pessoas mais próximas do ex-piloto, que deixou a categoria em definitivo no fim de 2012. "Antes do acidente, minha relação com Michael era sensacional", afirmou.

Schumacher sofreu o grave acidente numa pista de esqui, nos Alpes Franceses, no dia 29 de dezembro de 2013. Uma forte pancada na cabeça deixou o ex-piloto em coma. Desde então, a família, alegando privacidade, divulgou raras informações sobre o estado de saúde do heptacampeão, que se recupera do acidente em casa, desde setembro do ano passado.