Luisão ganhou fama e notoriedade no futebol com a camisa do Cruzeiro, de onde saiu para vestir a camisa do Benfica, em 2003, e ficou até sua aposentadoria, no ano passado. Agora trabalhando nos bastidores da bola o ex-zagueiro vê de longe a situação crítica do clube estrelado.

Brigando contra o rebaixamento e vivendo uma de suas piores crises institucionais da história, o atual momento do Cruzeiro foi tema de uma entrevista de Luisão.

"Muito triste, muito mesmo. Sempre vi o Cruzeiro como um clube-referência no Brasil, e agora, acompanhando as notícias sobre o presidente, os diretores, a falta de resultados, a saída do Mano Menezes, toda essa confusão envolvendo o Rogério Ceni também... tudo é reflexo da desorganização do clube", analisou o ex-zagueiro em entrevista ao site Goal.

Fora dos gramados Luisão atua hoje como um embaixador do Benfica-POR, clube que defendeu por mais de 500 jogos. Pelo Cruzeiro o ex-zagueiro fez 147 partidas, daí o carinho que o ex-defensor nutre pelo clube celeste. 

"A partir do momento que você perde as regras e os valores, o resultado no campo não aparece. É lamentável. Digo isso nem tanto como uma crítica, mas sim como um comentário de quem tem um carinho pelo clube, de quem quer ver o clube numa outra situação. Um clube-referência não pode nunca perder a sua cultura", opinou.

Luisão no Cruzeiro

Luisão viveu momentos áureos do Cruzeiro. Quando zagueiro do clube ele participou da campanha que levou o time estrelado a vencer à Tríplice Coroa, em 2003, quando o time comandando por Vanderlei Luxemburgo conquistou o Campeonato Mineiro, a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro. 

Leia mais:
Campeão da Tríplice Coroa pelo Cruzeiro, zagueiro Luisão anuncia aposentadoria dos gramados