No início deste milênio, a Copa Sul-Minas, reunindo clubes mineiros e dos três estados do Sul do Brasil, fez um grande sucesso, dando retorno técnico e financeiro, mas foi minada pelo esquema político do futebol brasileiro e teve apenas três edições, de 2000 a 2002.

Na temporada de 2016, ela voltou com o nome de Primeira Liga, sendo aumentada em 2017, pois teve a participação de clubes de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Ceará.

E a competição começou fazendo grande sucesso, pois logo na primeira rodada do Grupo 3 teve o clássico entre Atlético e Cruzeiro.

O confronto foi histórico, pois as diretorias dos dois clubes chegaram a um acordo e a partida foi a última entre os rivais, no Gigante da Pampulha, com torcida dividida.

Foram 39.794 os pagantes naquela noite, com festa da torcida cruzeirense, pois a Raposa venceu por 1 a 0.

O único gol do clássico foi marcado por um carrasco atleticano, o meia-atacante uruguaio Arrascaeta, que se aproveitou de uma bobeira geral da defesa alvinegra e quase entrou com bola e tudo.

A FICHA DO JOGO

CRUZEIRO 1
Rafael; Ezequiel, Léo, Manoel e Diogo Barbosa; Henrique (Hudson) e Ariel Cabral; Robinho, Arrascaeta (Rafinha) e Alisson; Rafael Sóbis (Ábila). Técnico: Mano Menezes

ATLÉTICO 0
Giovanni; Marcos Rocha, Gabriel, Felipe Santana e Fábio Santos; Rafael Carioca e Yago (Ralph); Maicosuel (Calyton), Cazares (Rafael Moura) e Otero; Lucas Pratto. Técnico: Roger Machado

DATA: 1º de fevereiro de 2017
LOCAL: Mineirão
MOTIVO: Primeira Liga
GOL: Arrascaeta, aos 27 minutos do primeiro tempo
ARBITRAGEM: Wanderson Alves de Souza, auxiliado por Luiz Antônio Barbosa e Felipe Alan Costa de Oliveira
CARTÃO VERMELHO: Robinho (Cruzeiro)
CARTÃO AMARELO: Ezequiel, Alisson e Rafael Sóbis (Cruzeiro); Gabriel, Fábio Santos, Yago, Ralph e Lucas Pratto
PÚBLICO: 39.794
RENDA: R$ 1.139.052,00