No turno, quando teve o mando de campo, no primeiro clássico de torcida única, reflexo de Mineirão e Independência fechados, pois estavam em reforma para receberem as Copas das Confederações (2013) e do Mundo (2014), o Atlético foi derrotado por 1 a 0 pelo Cruzeiro, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas. No returno, com um Obina inspirado, o Galo deu o troco.

O rival mandou a partida, válida pela 31ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, no Parque do Sabiá, em Uberlândia.

Obina fez o Atlético abrir 3 a 0 com um hat-trick na primeira etapa. Seu terceiro gol foi logo depois de Montillo desperdiçar um pênalti.

No final do primeiro tempo, Gilberto diminuiu, mas logo no início do segundo, Réver fez 4 a 1.

A Raposa, que foi vice-campeã brasileira naquela temporada, marcando dois pontos a menos que o Fluminense (71 a 69), reagiu, com gols de Thiago Ribeiro, mas o clássico teve festa atleticana, pois o Atlético, que brigava contra o rebaixamento, venceu por 4 a 3.

A FICHA DO JOGO

CRUZEIRO 3
Fábio; Jonathan (Pablo), Edcarlos, Cláudio Caçapa e Diego Renan (Gilberto); Fabrício, Henrique, Marquinhos Paraná e Montillo; Farías e Thiago Ribeiro. Técnico: Cuca

ATLÉTICO 4
Renan Ribeiro; Rafael Cruz, Réver, Werley e Leandro; Zé Luís, Serginho, Diego Souza (Joedson) e Renan Oliveira (Alê); Diego Tardelli (Daniel Carvalho) e Obina. Técnico: Dorival Júnior

DATA: 24 de outubro de 2010
LOCAL: Parque do Sabiá (Uberlândia)
MOTIVO: Campeonato Brasileiro
GOLS: Obina, aos 6, 23 e 30, e Gilberto, aos 35 minutos do primeiro tempo; Réver, aos 21, e Thiago Ribeiro, aos 31 e 34 minutos do segundo tempo
ARBITRAGEM: Sandro Meira Ricci (DF), auxiliado por Márcio Eustáquio Santiago e Guilherme Dias Camilo
CARTÃO AMARELO: Diego Renan e Fabrício (Cruzeiro); Werley e Obina (Atlético)
PÚBLICO: 18.732
RENDA: R$ 462.347,50