Cruzeiro e Atlético fazem a segunda partida da decisão do Campeonato Mineiro de 2011, na única final do Estadual entre eles jogada fora de Belo Horizonte. Os dois confrontos foram na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, com torcida única do mandante.

Com a vantagem de dois empates ou vitória e derrota pela mesma diferença de gols, por ter feito melhor campanha na fase classificatória, o Cruzeiro precisa vencer para ficar com a taça. O Atlético, que uma semana antes tinha vencido por 2 a 1 diante da sua torcida, joga pelo empate para conquistar o bicampeonato em sequência.

Num jogo emocionante, o primeiro gol só acontece aos 31 minutos do segundo tempo, com Wallyson marcando para o Cruzeiro. Aos 41, em cobrança de falta, o meia Gilberto garante a conquista da taça para delírio da torcida cruzeirense, que lotava a Arena do Jacaré.

A FICHA DO JOGO

CRUZEIRO 2
Fábio; Leandro Guerreiro, Gil, Victorino e Everton (André Dias); Marquinhos Paraná, Henrique (Fabrício), Roger (Léo) e Gilberto; Wallyson e Thiago Ribeiro. Técnico: Cuca

ATLÉTICO 0
Renan Ribeiro; Patric, Leonardo Silva, Réver e Guilherme Santos (Bernard); Fillipe Soutto, Serginho, Renan Oliveira (Richarlyson) e Mancini (Leleu); Giovanni Augusto e Magno Alves. Técnico: Dorival Júnior

DATA: 15 de maio de 2011
MOTIVO: Segunda partida da decisão do Campeonato Mineiro
LOCAL: Arena do Jacaré (Sete Lagoas)
GOLS: Wallyson, aos 31, e Gilberto, aos 41 minutos do segundo tempo
ARBITRAGEM: Wilson Seneme, auxiliado por Emerson Carvalho e Marcelo Van Gasse, todos de São Paulo
CARTÃO VERMELHO: Gilberto e Roger (Cruzeiro); Serginho (Atlético)
CARTÃO AMARELO: Fábio, Leandro Guerreiro, Victorino e Gil (Cruzeiro); Leonardo Silva, Mancini e Bernard (Atlético)
PÚBLICO: 17.384
RENDA: R$ 293.414,81