A quinta edição da Copa do Brasil, em 1993, teve a final disputada entre os dois clubes que lideram o ranking de maiores campeões da competição. O Grêmio, ocupa a vice-liderança, com cinco taças, e o hexa garante ao Cruzeiro a primeira colocação.

E essa grande façanha cruzeirense começou a ser construída na noite de 3 de junho de 1993, quando recebeu o tricolor gaúcho, no Mineirão, na partida de volta da edição da Copa do Brasil daquela temporada.

O primeiro jogo, quatro dias antes, no Olímpico, em Porto Alegre, terminou empatado por 0 a 0. Assim, quem vencesse no Gigante da Pampulha ficava com a taça, sendo que o Grêmio buscava o bi, pois já tinha conquistado a primeira edição do torneio, em 1989.

O Cruzeiro tinha muitos desfalques para essa partida. O zagueiro Luizinho estava suspenso. No meio-de-campo, Douglas e Luiz Fernando, machucados, e Boiadeiro, servindo à Seleção Brasileira, eram ausências.

Cruzeiro campeão da Copa do Brasil 1993Em pé: Paulo Roberto Costa, Célio Lúcio, Rogério Lage, Robson, Paulo César Borges e Nonato. Agachados: Ademir, Cleison, Edenílson, Éder e Roberto Gaúcho. O Cruzeiro campeão da Copa do Brasil de 1993

O técnico Pinheiro recorreu à base, improvisou o ponta esquerda Éder como ponta-de-lança e, na base da raça, empurrado pela torcida, que lotou o Mineirão, o Cruzeiro bateu o Grêmio por 2 a 1 e conquistou a primeira das suas seis taças da Copa do Brasil.

A FICHA DO JOGO

CRUZEIRO 2
Paulo César Borges; Paulo Roberto Costa, Robson, Célio Lúcio e Nonato; Ademir, Rogério Lage e Éder; Roberto Gaúcho, Cleison e Edenilson. Técnico: Pinheiro

GRÊMIO 1
Eduardo; Jackson, Paulão, Luciano e Dida (Charles); Pingo, Jamir (Fabinho), Juninho e Carlos Miguel; Dêner e Gilson. Técnico: Sérgio Cosme 

DATA: 3 de junho de 1993
ESTÁDIO: Mineirão
CIDADE: Belo Horizonte
MOTIVO: Partida de volta da decisão da Copa do Brasil
GOLS: Roberto Gaúcho, aos 11, e Pingo, aos 25 minutos do primeiro tempo; Cleison, a 1 minuto do segundo tempo
ARBITRAGEM: Renato Marsiglia (RS), auxiliado por Daniel Fernandes (SP) e Edie Detofoli (SP)
CARTÃO AMARELO: Cleison, Ademir e Roberto Gaúcho (Cruzeiro); Dener, Jamir, Charles, Fabinho e Jackson (Grêmio)
PÚBLICO: 70.723
RENDA: Cr$ 11.023.125.000,00