A Federação Mineira de Futebol (FMF) publicou, nesta quinta-feira (22), o protocolo para o retorno do público nos estádios para competições que são organizadas pela entidade. Sendo assim, os campeonatos de base e o feminino não estão aptos para a medida. Atualmente, o protocolo se encaixa para partidas do Módulo II do Campeonato Mineiro.

De acordo com o documento, as normas foram elaboradas com as devidas orientações da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, e a presença de torcedores ficará condicionada à autorização da prefeitura de cada município. No protocolo constam, ainda, algumas restrições, como por exemplo o fato de que menores de 18 anos e gestantes não poderão acessar os estádios.

Vale lembrar que a medida vale para municípios que se encontrem na Onda Verde e Onda Amarela, do “Minas Consciente” – plano de ação do governo que garante a segurança da população em meio à pandemia. Para acessar os estádios, os torcedores devem apresentar o cartão de vacina comprovando a completa imunização contra a Covid-19 após 15 dias da última aplicação da segunda dose ou dose única ou comprovação da infecção pelo coronavírus entre 15 e 90 dias. A temperatura será medida na entrada do estádio.

Veja os detalhes publicados pela FMF:

 

- NÃO SERÁ PERMITIDA A PRESENÇA DE MENORES DE 18 ANOS E GESTANTES;

- ESTÁDIO LOCALIZADO EM MUNICÍPIO INSERIDO EM REGIÃO DE MINAS GERAIS CLASSIFICADA

NA ONDA AMARELA OU VERDE DO “MINAS CONSCIENTE“, INDEPENDENTEMENTE DA ADESÃO AO

PLANO;

- NÃO SERÁ PERMITIDA A PRESENÇA DE PÚBLICO EM ESTÁDIOS LOCALIZADOS EM MUNICÍPIOS DE

REGIÕES CLASSIFICADAS NA ONDA VERMELHA, AINDA QUE O MESMO NÃO TENHA ADERIDO AO

“MINAS CONSCIENTE”.

- AUTORIZAÇÃO EXPRESSA DA PREFEITURA MUNICIPAL, ATRAVÉS DE OFÍCIO ENCAMINHADO À

DCO;

- SITUAÇÃO EPIDEMIOLÓGICA FAVORÁVEL;

- MEDIDAS EFICAZES CAPAZES DE REDUZIR OU LIMITAR O CONTATO ENTRE PESSOAS;

- NÃO SERÁ PERMITIDA A DISPONIBILIZAÇÃO E/OU COMERCIALIZAÇÃO DE BEBIDAS ALCOÓLICA;.

- COMUNICAÇÃO SOBRE AS MEDIDAS DE PREVENÇÃO (DISTANCIAMENTO, USO CORRETO E UNIVERSAL DE MÁSCARA, HIGIENIZAÇÃO E ETIQUETA RESPIRATÓRIA, ISOLAMENTO DE SINTOMÁTICOS, ETC.)

Leia Mais:
Incidência da Covid-19 cai 11% em Minas nas últimas duas semanas
Fila da internação por Covid-19 caiu quase quatro vezes em Minas desde junho, diz Estado
Vacinação infantil em atraso cria risco a mais na volta às aulas presenciais em Minas