O técnico Felipão regressou à Toca com uma missão e, a três rodadas do fim da Série B do Campeonato Brasileiro, ainda não conseguiu cumprí-la. Após o 11º revés do Cruzeiro na competição, o risco de queda ainda existe, o que tem preocupado bastante o treinador.

"Tomara que consigamos tirar (o time) da Série C, e do jeito que se projetou tudo, já será uma grande vitória", declarou o comandante, depois do 1 a 0 que a Raposa sofreu para o Juventude, neste sábado (16).

O Cruzeiro tem ainda três partidas até o fechamento do torneio. Na próxima quarta (20), às 21h30, a Raposa encara o Operário-PR, no Independência, mesmo local da partida do dia 24, às 16h, ante o Náutico. E no dia 30, às 16h30, os celestes se despedem desta edição contra o Paraná, no Durival Britto.

Até lá, Felipão espera que o time, no mínimo, mostre alguma dignidade dentro de campo.

"Não temos mais chance de classificação. Precisamos fazer um bom campeonato até o final, sair desse sufoco desde que cheguei. E não é emocional. Muitas vezes, falta qualidade final. Aprender com tudo isso para que não se cometa esses erros neste ano", afirmou o treinador.

Cruzeiro