Embora ressalte que o Cruzeiro não vai se abater por ter sido derrotado para a Caldense, nessa quarta-feira (3), no Mineirão, o técnico Felipe Conceição admitiu que o time ainda precisa trabalhar a parte psicológica – e, claro, os quesitos físico, técnico e tático.

Além de ter se mostrado nervosa depois que sofreu o gol, aos 9 minutos do primeiro tempo, a equipe celeste se envolveu em uma confusão depois do jogo, resultando na expulsão de Felipe Augusto. Situações que estão no radar do comandante.

“A construção é de maneira geral, a gente não trabalha só parte tática, mas também técnica, física e mental. Tem essa construção de filosofia e tem o momento que o Cruzeiro passou na temporada passada. A gente está buscando alternativas para superar tudo isso, e estamos conseguindo”, afirmou.

Ele destacou ainda que a Raposa está no caminho certo e que “as coisas vão se encaixar com o tempo”. “Vamos evitar esse desequilíbrio mental, e as partes tática, técnica e física vão evoluir. Pode ter certeza, torcida, que o Cruzeiro vai ficar forte nesta temporada”, disse.

Cruzeiro