Anunciado no sábado (30) como treinador do Cruzeiro no ano do centenário do clube, Felipe Conceição, ex-América, Bragantino e Guarani, postou uma mensagem no Instagram falando da satisfação em assumir o comando técnico celeste e, neste domingo (31), em entrevista ao site oficial da Raposa, revelou o porquê de ter acertado com os azuis naquele que é, segundo ele, “o maior desafio de sua carreira”.

"Meu sim para o Cruzeiro foi devido, primeiramente, à grandeza do clube, à história que ele tem e por tudo que representa no futebol brasileiro. E segundo, pelo que me apresentaram: um projeto de reestruturação, a oportunidade de colocar o clube no lugar que ele merece. Estou feliz e motivado”, destacou ele.

Com contrato até dezembro de 2021, Conceição tem como desafio atingir o objetivo que Enderson Moreira, Ney Franco e Luiz Felipe Scolari não conseguiram: recolocar o time na Série A do Campeonato Brasileiro. 

“Conto com todos, torcida, funcionários, jogadores, diretoria e comissão técnica, para que possamos reerguer esse gigante e colocá-lo no lugar que merece. Esse é meu maior desejo e nosso maior desafio neste ano”, comentou

Segundo ele, a diretoria lhe deu garantias de um projeto de alto nível. "Tudo foi conversado de maneira profissional, e o projeto de reestruturação de um clube como o Cruzeiro motiva qualquer treinador. É uma honra. Será o maior desafio da minha carreira até então. Trabalho e dedicação não faltarão", declarou.