Bruno Fratus é um nadador que nunca está satisfeito com o feito que obtém. Nem bem saiu da água para comemorar a conquista da medalha de bronze na prova dos 50 metros livres do Mundial de Natação, neste sábado (8), em Kazan, na Rússia, o brasileiro já declarava que quer mais e que almeja coisas maiores na Olimpíada de 2016, no Rio.

"Estou feliz, claro, é meu melhor resultado até agora, mas quem me conhece sabe que eu sou chato e quero sempre mais. Sei que poderia ter nadado mais rápido. Se consigo o bronze vou trabalhar pro que falta para a prata e para o ouro. O tempo de reação (saída do bloco) e o final da prova são duas coisas que vamos dar mais atenção agora. Estou doido pra voltar pra casa é já começar a treinar para as Olimpíadas", disse o nadador, já com a cabeça no ano que vem.

O brasileiro está sempre crescendo em termos de resultado na carreira. Em 2011, no Mundial de Xangai, na China, ficou com a quinta colocação nos 50 metros livre (21s96). No ano seguinte, na Olimpíada de Londres, a quarta posição (21s59). Após não competir no Mundial de Barcelona, na Espanha, em 2013, por causa de uma operação no ombro, mostrou força com o bronze deste sábado com o tempo de 21s55.

"Um bronze num Campeonato Mundial é um resultado excelente. O que todo mundo vê como bronze eu vejo como poucos centésimos pra pegar a prata e eu vejo o que eu tenho fazer pra chegar ao ouro. A gente vive de resultado e se eu ficar satisfeito com o que tenho, vem alguém querendo o meu bronze atrás de mim. Tenho sempre que estar querendo evoluir. É o que me dá prazer. Sentar, definir um plano, traçar metas, treinar, sentir dor e, enfim, todo aquele processo que vocês conhecem", finalizou Bruno Fratus.