Nunca na história, o atleticano vibrou tanto após uma derrota do time. Neste domingo (8), a festa tomou conta da sede do clube, no bairro de Lourdes, por Um motivo especial: a inédita queda do rival Cruzeiro para a Série B.

Pouco depois do apito final, centenas de alvinegros foram para o tradicional ponto de encontro para festejar a queda da Raposa. A derrota por 2 a 1 para o Internacional, na última rodada do Brasileirão, foi totalmente ignorada.

a

Gritando o nome de jogadores do rival, como Fred e Egídio, os atleticanos também criaram músicas para dirigentes e prevendo os confrontos do time celeste na Segunda Divisão.

Fantasiados com o fantasma da Série B, com faixas e caixões, os torcedores provocaram o rival e, aos poucos, foram parando o trânsito na avenida Olégario Maciel.

Em clima de paz até o fechamento desta matéria, a festa promete durar toda a madrugada. 

Para aumentar a festa, o Atlético soltou um foguetório que durou cerca de 5 minutos. Curiosamente, começou as 21h02, cutucando o Cruzeiro pela goleada por 9 a 2, aplicada em 1927.