O Comitê de Urgência da Fifa decidiu, nesta quarta-feira (9), suspender a Federação Nigeriana de Futebol (NFF, na sigla em inglês). A decisão tem efeito imediato. Por consequência, nenhuma seleção nacional nem clubes da Nigéria podem participar de qualquer partida internacional, nem mesmo amistosa.

Segundo a Fifa, o efeito mais imediato sobre a federação nigeriana é a proibição de a equipe feminina do país participar do Mundial Sub-20, entre 5 e 24 de agosto. Para poder estar em campo neste torneio, a Nigéria precisa resolver os problemas apontados pela federação internacional até o dia 15 de julho.

Depois da eliminação da Nigéria da Copa do Mundo, os atuais dirigentes do governo retiraram do poder o então presidente da NFF, Aminu Maigari, e seu comitê executivo por não terem resolvido um problema relativo ao pagamento dos jogadores durante o Mundial. A equipe foi eliminada do torneio após derrota por 2 a 0 para a França, nas oitavas de final.

No domingo, as autoridades nigeriana declararam que planejam novas eleições. A federação nigeriana vem sendo comandada por um funcionário indicado pelo ministro do esporte do país. O presidente destituído Maigari também foi preso após seu retorno ao Brasil.

Depois disso, a Fifa declarou que não reconhece a reunião de sábado, dando um prazo até a última terça-feira para que Maigari fosse restituído. Como isso não acontece, a Nigéria recebeu as sanções já previstas, uma vez que a entidade máxima do futebol não permite interferência governamental em assuntos relacionados ao esporte.

O próximo compromisso da seleção nigeriana masculina de futebol está marcado para setembro, pelas Eliminatórias da Copa Africana de Nações de 2015.