Protagonistas da inédita final entre equipes mineiras na Superliga, a partir de domingo (21), Itambé/Minas e Dentil Praia Clube não se preocupam apenas em se prepararem para neutralizar os segredos do adversário, mas, também, em se adaptarem aos palcos da grande decisão. Tanto o clube de Belo Horizonte quanto a equipe de Uberlândia mandarão seus jogos em ginásios aos quais não estão acostumados – respectivamente, Mineirinho e Sabiazinho.

Donas da melhor campanha da primeira fase do campeonato, as minastenistas treinaram mais uma vez nessa terça (16) no Mineirinho, ginásio escolhido pelo clube da capital (devido à exigência de público mínimo) para mandar a primeira e possivelmente a terceira partida da grande final, dia 3 de maio, se necessário.

A ideia é acostumar as jogadoras às referências diferentes em relação à Arena da Rua da Bahia. Será um retorno do Minas 15 anos depois de decidir o torneio pela última vez (acabou superada pelo Osasco na temporada 2003/2004). Dois anos antes, o ginásio da Pampulha foi palco do segundo título do MTC na competição.

O técnico Stefano Lavarini ainda deve comandar mais dois treinamentos no ginásio localizado na Pampulha. A equipe prevê voltar ao palco do grande jogo de domingo na sexta-feira e no sábado.

Por outro lado, o Praia Clube já realizou treino no Ginásio do Sabiazinho, onde as equipes se enfrentarão no dia 26, com a possibilidade de o campeão ser conhecido na cidade do Triângulo Mineiro, caso algum clube vença as duas partidas. O palco não é novidade para algumas jogadoras do grupo, remanescentes da temporada passada, que nele levantaram o primeiro troféu de vencedoras da competição, já sob o comando de Paulo Coco.

A equipe de Uberlândia viaja nesta quinta (18) pela manhã rumo à Belo Horizonte na e também treina no Mineirinho na sexta-feira e no sábado ­– as duas equipes se encontram no ginásio da Pampulha na véspera da partida.

* Hugo Lobão, sob a supervisão de Rodrigo Gini