O Flamengo vai protocolar nesta segunda-feira (13) um recurso para derrubar a liminar que interditou o estádio Mané Garrincha nesta semana, após briga entre torcedores do time carioca e do Palmeiras, no domingo passado. De acordo com o governo do Distrito Federal, o clube do Rio de Janeiro será o responsável pelo recurso porque era o mandante da partida válida pelo Campeonato Brasileiro.

O julgamento do caso no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) está marcado também para esta segunda-feira, às 18 horas. Na última quarta, o presidente do STJD, Caio Cesar Rocha, acolheu pedido da Procuradoria do órgão para interditar o estádio por falta de segurança após membros de uma torcida organizada do Palmeiras tentarem invadir a área destinada aos flamenguistas. A polícia reagiu com gás de pimenta e, como a substância foi levada pela vento, atrapalhou a respiração de torcedores e jogadores.

Segundo o secretário de Turismo do Distrito Federal (DF), Jaime Recena, responsável pelo estádio, uma consulta feita à Procuradoria Geral do DF sinalizou que o governo distrital não está sob a jurisdição do STJD, restrita apenas a times ligados à Confederação Brasileira de Futebol (CBF). "Por isso, estamos auxiliando o jurídico do Flamengo com documentos e provas que sustentarão que o Mané Garrincha é considerado um dos estádios
mais seguros do Brasil", afirmou.

De acordo com Recena, além de documentos, a administração do estádio já separou vídeos e áudios que comprovariam a suposta responsabilidade de integrantes de torcidas organizadas no incidente. A interdição, lembra Recena, não atinge as partidas do torneio de futebol dos Jogos Olímpicos que serão realizados em agosto na capital federal. "O estádio é seguro, recebemos várias partidas durante a Copa do Mundo sem que nenhum incidente fosse registrado", explicou.

Caso a interdição não seja derrubada, o jogo entre Fluminense e Corinthians, na semana que vem, terá de se transferido de local. O clube carioca indicou Brasília como sede da partida válida pela oitava rodada do Brasileirão.

Time

Apresentado oficialmente na última quinta-feira, o zagueiro Réver já pode estrear pelo Flamengo. E o defensor já deverá vestir a camisa do time carioca neste domingo contra o Figueirense, em Florianópolis. Isso porque ele foi inscrito no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF nesta sexta.

Regularizado, Réver deve ficar no banco de reservas do técnico interino Zé Ricardo, que deve escalar Rafael Vaz ao lado de Léo Duarte na zaga. Não está descartada, porém, uma surpresa do interino, que poderia apostar em Réver como titular logo em sua estreia pelo Flamengo.

A rápida contratação do defensor, que pertence ao Internacional e chegou por empréstimo de um ano, se deve à preocupação da diretoria com as recentes baixas do time no setor. O time rubro-negro já não conta com Wallace, negociado com o Grêmio, Juan, lesionado, e ainda perderá César Martins, que retornará ao Benfica após o término de seu contrato de empréstimo neste meio de ano.

Para o duelo deste domingo, o Flamengo deve entrar em campo escalado com Alex Muralha; Rodinei, Léo Duarte (Réver), Rafael Vaz e Jorge; Márcio Araújo, Willian Arão, Mancuello e Alan Patrick; Fernandinho (Everton) e Felipe Vizeu.