O Brasil terá seis representantes nas oitavas de final da Copa Libertadores. Com as vitórias na noite dessa quarta-feira (8), Flamengo e Grêmio se juntaram a Palmeiras, Cruzeiro, Internacional e Athletico-PR, que já haviam garantido vaga na próxima fase do torneio.

Jogando em Montevidéu, no Uruguai, o Flamengo segurou o empate em 0 a 0 com o Peñarol, e se classificou em primeiro lugar no grupo D, com 10 pontos, mesma pontuação de LDU, do Equador, e do próprio time uruguaio. Por ter saldo de gols inferior, o Peñarol foi eliminado.

Quem também selou sua ida às oitavas foi o Grêmio. Jogando em casa, o Tricolor Gaúcho venceu a Universidad Católica, do Chile por 2 a 0, e garantiu a segunda posição da chave H da competição. Com 12 pontos, o Libertad, do Paraguai, avançou em primeiro.

Primeira colocação geral

Beneficiado pela derrota do Cruzeiro para o Emelec, do Equador, o Palmeiras fez o dever de casa e venceu o San Lorenzo, da Argentina por 1 a 0, chegou aos 15 pontos, e garantiu a melhor campanha da fase de grupos, superando a Raposa no saldo de gols.

Mesmo com a derrota o time argentino se classificou em segundo no grupo F, com 10 pontos.

Quem ainda define a primeira colocação na chave é o Athletico-PR. Nessa quinta-feira, o Furacão encara o Boca Juniors, da Argentina, às 21h30, no estádio La Bombonera.

Com nove pontos, um a mais do que o Boca, o time paranaense joga por um empate para garantir a ponta da chave G.

Quem já garantiu a liderança do seu grupo foi o Internacional. O Colorado terminou as seis rodadas da chave A com 14 pontos, quatro a mais do que o River Plate, da Argentina.

Galo é a decepção

O único time brasileiro eliminado na fase de grupo do torneio foi o Atlético. Com apenas seis pontos, o Galo terminou na terceira colocação do grupo E, atrás do Cerro Porteño, do Paraguai, e do Nacional, do Uruguai, que somaram 13 pontos.

Por outro lado, o Cruzeiro fez uma grande campanha na fase de grupos, e fechou as seis rodadas da chave B com 15 pontos, seis a mais do que o Emelec, segundo colocado.