Morar longe do trabalho não é problema para o lateral-esquerdo do Atlético Leonan, reserva imediato de Fábio Santos após a saída do campeão olímpico Douglas Santos para o futebol alemão. Todos os dias, o menino de Engenho Velho (Rio Grande do Sul) levanta da cama, veste o uniforme de treino e gasta menos de cinco minutos para chegar ao campo principal da Cidade do Galo.

Apesar desta facilidade de deslocamento, já que mora no alojamento da base do alvinegro, a caminhada do gaúcho, de 20 anos, não foi nada curta até chegar à equipe principal e poder estar ao lado de Ronaldinho Gaúcho e Robinho, ídolos com os quais, na infância, só interagia pelos jogos de videogame.

Filho da dona de casa Rose e do motorista de escolar Devacir (ou Deva), Leonan saiu de casa bem cedo. Quando tinha apenas 10 anos, o lateral mudou-se da cidade natal, de aproximadamente 1.500 habitantes, para a capital Porto Alegre, onde defendeu as cores do Grêmio durante cinco anos.

 "A partir do momento que você sai de casa e traça metas para sua vida, você cresce demais. Principalmente quando está longe da família. Tem que aprender a fazer tudo sozinho", conta Leonan, que morou durante um tempo com uma amiga dos pais.

No Atlético desde 2013, o fã do ex-lateral Roberto Carlos ganhou destaque nos juniores e nesta temporada foi integrado à equipe principal. Bem articulado e desinibido, ele é enfático ao se descrever em campo: bate bem na bola (chutes de média e longa distância) e sobe bem ao ataque.

Sonho idealizado

Alimentando o sonho de ir longe na carreira, Leonan já sabe até o que vai fazer quando tiver de contrato novo e com um salário gordo na conta: comprar uma casa nova para a família e outra para ele. Apesar de adorar o clima da Cidade do Galo, o jovem gaúcho não vê a hora de poder levar as "paqueras" para casa.

"Não estou namorando no momento, mas trazer a namorada para o alojamento realmente é inviável", brinca o jogador.

Sereno e ciente da responsabilidade que tem ao defender a camisa atleticana, Leonan sabe que a melhor maneira de cair nas graças da "Massa" é corresponder às expectativas quando acionado pelo técnico Marcelo Oliveira.

"Levo com naturalidade e estou muito bem preparado para caso aconteça. Venho trabalhando firme e caso apareça farei o meu melhor", comenta o lateral.

LEONAN

Segundo Leonan, a mãe, Rose, é a maior fã e quem mais o acompanha no futebol