Em busca da segunda colocação da primeira fase do Campeonato Mineiro, o América se impôs em boa parte do jogo contra o Guarani, nessa quarta-feira (20), no Independência.

Embalado pela boa atuação de Neto Berola, que marcou um belo gol, e conduziu as principais jogadas ofensivas do time, o Coelho chegou a abrir 2 a 0 no placar, mas cedeu o empate ao Bugre, que lutava desesperadamente contra o rebaixamento.

O segundo tento da equipe alviverde no duelo foi do atacante França, que havia acabado de entrar na vaga de Berola, aos 21 minutos do segundo tempo.

Entretanto, o valente Bugre buscou o empate com gols dos zagueiros Elder e Paulão, aos 31 e 37 minutos da etapa final, em jogadas que tiveram origem na bola parada.

Primeiro, Elder aproveitou cobrança de escanteio, e desviou de cabeça, sozinho na área, para marcar o primeiro do time de Divinópolis.

Seis minutos depois, Paulão aproveitou rebote de falta cobrada por Paulo Morais, e empatou para o Guarani.

Ao fim do duelo, o atacante do Coelho, França, comentou sobre o fato de a equipe ter cedido o empate ao Bugre, dentro de casa, com o adversário com um jogador a menos.

“No finalzinho, o time dele precisava do resultado, estavam brigando pra não cair, e foram com tudo, no abafa. Bola parada, que é detalhe, pecamos, levamos o gol, mas estamos focados pra fase final do Mineiro”.

Apesar do resultado frustrante, o atacante do Coelho minimizou o impacto do empate na sequência do time no Mineiro.

“Certeza que esse placar não vai nos abalar nossa equipe, temos muitos jogadores experientes”.

No jogo único da fase de quartas de final, o América enfrenta a Caldense, na próxima segunda-feira (25), às 21h, no Independência.

Em caso de empate no tempo normal, o classificado para a semifinal será definido nas cobranças de pênaltis.