Com dois títulos da Copa Africana de Nações em seu currículo, o francês Hervé Renard foi oficializado nesta terça-feira (16) como novo técnico da seleção de Marrocos. O europeu assinou um contrato válido até 2018 e vai suceder o marroquino Ezaki Badu.

Na apresentação de Renard, o presidente da Federação Real Marroquina de Futebol, Fauzi Lajkaa, detalhou os objetivos que o treinador terá à frente da seleção: classificá-la para a Copa Africana de Nações de 2017 e levá-la às semifinais e também obter a vaga na Copa do Mundo de 2018.

Caso tenha êxito em garantir Marrocos no Mundial da Rússia, Renard terá um aumento salarial. Com a classificação, o treinador verá o seu salário subir de 600 mil dirhams (aproximadamente R$ 245 mil) para 800 mil dirhams (R$ 328 mil).

Renard, de 47 anos, foi campeão da Copa Africana de Nações de 2013, pela Zâmbia, e de 2015, pela Costa do Marfim. Seu último trabalho foi no francês Lille, tendo deixado o comando da equipe em novembro de 2015.

A seleção de Marrocos participou de quatro edições da Copa do Mundo, a última delas em 1998, e foi campeã continental em 1976. A equipe está na 80ª colocação no ranking da Fifa.