O atacante Fred, do Fluminense, está fora da segunda partida da semifinal do Carioca, diante do Botafogo, no próximo sábado (18). Nesta quarta-feira (15), o capitão e artilheiro do time tricolor foi punido com dois jogos de suspensão pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-RJ) pelas declarações dadas contra a arbitragem após o Fla-Flu válido pela primeira fase.

Fred havia sido denunciado pela procuradoria do TJD-RJ por duas infrações ao artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). Ele foi acusado de simular uma falta no Fla-Flu da Taça Guanabara (o que acabou lhe rendendo um segundo cartão amarelo e consequente expulsão) e de ofender a arbitragem após o jogo.

No julgamento desta quarta, o atacante foi absolvido da acusação de simulação, mas foi punido por declarações dadas após a partida com o Flamengo, quando deixava o Maracanã. Fred corria o risco de ser suspenso por até 12 partidas. Pegou duas, mas mesmo assim está fora da segunda semifinal.

O atacante foi defendido no tribunal pelo vice-presidente de futebol, Mario Bittencourt, que também é advogado do clube - foi Bittencourt quem representou o Fluminense no caso que resultou no rebaixamento da Portuguesa no Brasileiro de 2013. O atacante, por sua vez, treinou com os demais companheiros nas Laranjeiras e não compareceu ao julgamento.

Durante sua explanação, Mario Bittencourt citou o caso do atacante Emerson, atualmente no Corinthians, que ano passado, quando ainda defendia o Botafogo, declarou que a CBF era "uma vergonha". Denunciado ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), o jogador acabou absolvido.

O advogado também lembrou das críticas do técnico do Flamengo, Vanderlei Luxemburgo, ao Carioca. Segundo ele, todos estão falando mal da competição e "não há nada demais nas declarações do Fred". Sobre a suposta simulação, ele exibiu o vídeo do lance e afirmou que o atacante "claramente" foi tocado,