O Atlético vai ajuizar na próxima semana, no Rio de Janeiro, ação de execução no valor de R$ 18 milhões contra o atacante Fred, atualmente no Fluminense. A quantia é referente à multa cobrada pelo Alvinegro pela ida do jogador para o Cruzeiro, no final de 2017.

Criada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), para resolver conflitos juriesportivos, a Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD) deu ganho de causa ao Galo.

O órgão condenou Fred a pagar os R$ 10 milhões, estipulados no momento da rescisão com o Alvinegro, que deveriam ser pagos caso o centroavante fosse do Galo direto para a Raposa. Com as correções monetárias, o débito chegou aos R$ 18 milhões.

Importante ressaltar que jogador e seu agente aceitaram o termo proposto pelo Atlético. Em seguida, avisaram ao Cruzeiro sobre a multa, e receberam a resposta de que o clube estrelado se comprometeria a assumir a dívida.

A confirmação de que o Atlético vai ajuizar a ação na semana que vem foi feira por José Murilo Procópio, vice-presidente do Galo, em entrevista ao programa 98 Esportes, nesta sexta-feira.

Entretanto, o dirigente acredita que vai demorar para que esse valor caia na conta do Alvinegro.

"Demora, porque agora é que vamos iniciar realmente a execução. Agora é que chegamos ao valor líquido e certo e passamos por todas aquelas instâncias administrativas, como foi no CNRD (Câmara Nacional de Resolução de Disputas), houve ações na Justiça do Trabalho... Aquilo tudo já está superado, agora é uma mera execução, porque temos o valor líquido e certo para ser cobrado", disse Procópio.

Leia mais
Arana é convocado para a Seleção Brasileira, e jogos do Atlético no Brasileirão serão adiados
Acertado para 2022, Ademir pode ajudar o Galo na disputa com o Flamengo pelo título do Brasileiro
Camisa da estreia de Diego Costa pelo Atlético é leiloada por mais de R$ 10 mil