Atlético

Hulk anotou seu 11° gol no novo Mineirão, nos 2 a 0 sobre o Bahia

O sucesso do Atlético na temporada se ilustra em números e vários feitos. Além de seu 46° título do Campeonato Mineiro, o time obteve a melhor campanha geral na fase de grupos da Libertadores e, após eliminar o Boca, vai enfrentar o River nas quartas de final; superou o Bahia no jogo de ida das oitavas da Copa do Brasil; está a apenas três pontos do líder do Brasileiro, o Palmeiras; ultrapassou a marca de cem partidas no novo Mineirão (o triunfo por 2 a 1 sobre o Flamengo foi o 100° duelo do Galo lá); e completou julho sem perder um confronto sequer (sete vitórias e dois empates).

E agosto e setembro estão recheados de grandes desafios ao Alvinegro, firme na trilha por títulos e novas proezas. Dentre eles, a luta pela liderança da Série A – haverá seis rodadas até o fim do primeiro turno, incluindo o embate com o Porco, no Gigante da Pampulha –, a disputa por uma vaga nas semifinais da Liberta contra mais um gigante argentino e a busca pelo seu 200° gol no novo Mineirão.

Pelo que vem apresentando em 2021, até agora, o Atlético tem chances de atingir 200 bolas na rede no estádio repaginado ao término do turno do Brasileirão. Em 21 jogos realizados no estádio na temporada, foram 43 gols, média de 2,04 por duelo.

Até a 19ª rodada da Série A, serão mais três desafios no Gigante, contra Athletico-PR, neste domingo (1), Palmeiras, no dia 14 de agosto, e Grêmio, em 5 de setembro. Nesse período, será realizado também o confronto com o River Plate, no dia 18 deste mês, depois do compromisso com o Verdão. Caso mantenha a média de gols da temporada, o Alvinegro chegará a 199 tentos no novo Mineirão. Se melhorar um pouquinho, emplacará os 200.

Desde a reinauguração do estádio em 2013, a equipe anotou 191 gols em 103 partidas. Manter ou superar esse desempenho, não apenas faria o time chegar a mais um número expressivo de bolas na rede, como significaria também o aumento de chances de bater adversários duríssimos na luta por títulos.

Vingador

O mês de agosto também pode ser especial, individualmente falando, ao atacante Hulk, que está muito próximo de se tornar o maior artilheiro do Atlético no novo Mineirão. Nos 2 a 0 para cima do Bahia, na última quarta-feira (28), o Vingador chegou a 11 gols no estádio, um a menos que Lucas Pratto, líder do ranking de goleadores do clube no Gigante, desde 2013.

Se anotar um contra o Athletico-PR, neste domingo, o camisa 7 iguala o feito do argentino. Se fizer dois ou mais, o ultrapassa e chega ao topo da lista.

Quem também está na briga por essa marca é Savarino, autor de dez gols, até agora, no novo Mineirão. A última vez que o venezuelano balançou as redes foi no dia 7 de julho, quando anotou os dois tentos do Galo no triunfo por 2 a 1 sobre o Flamengo.

Gols do Atlético no novo Mineirão por temporada

2013
Gols: 7 
Jogos: 5

2014
Gols: 16 
Jogos: 6

2015
Gols: 13 
Jogos: 9

2016
Gols: 28 
Jogos: 12

2017
Gols: 9 
Jogos: 8

2018
Gols: 0 
Jogos: 2

2019
Gols: 22 
Jogos: 15

2020
Gols: 53 
Jogos: 25

2021
Gols: 43 
Jogos: 21