Godín indica o que o motivou a aceitar proposta do Atlético e faz promessa à Massa

Da Redação
esportes@hojeemdia.com.br
16/01/2022 às 10:40.
Atualizado em 18/01/2022 às 00:54
 (Atlético/Divulgação)

(Atlético/Divulgação)

Atlético/Divulgação

Diego Godín chegou a Belo Horizonte nesse sábado e inicia treinamentos na Cidade do Galo nesta segunda

Capitão da seleção uruguaia, Diego Godín está de volta ao futebol sul-americano depois de quase 15 anos em clubes europeus. Contratado pelo Atlético, o zagueiro indicou, em entrevista à Galo, que as conquistas recentes do time alvinegro o motivaram a aceitar a proposta para jogar no Brasil. 

“Vir a um grande clube, que é campeão, com grandes jogadores… E me motiva vir a pertencer a um grupo e contribuir com meu grãozinho de areia e ajudar com muito trabalho”, disse Godín, que fez uma promessa à torcida. 

“Prometo muito trabalho, sacrifício, muito respeito por meus companheiros, por esta camisa e pela Massa. Me motiva a ambição de seguir ganhando em uma grande equipe da América do Sul. Acredito que isso é o mais lindo para um jogador de futebol”, acrescentou.

Godín, que completará 36 anos em 16 de fevereiro, chega ao Atlético para substituir Junior Alonso, negociado com o Krasnodar, da Rússia. O zagueiro uruguaio ressaltou que sua missão é ajudar o Galo a conquistar mais títulos.

“As expectativas são grandes, porque chego a um grande clube, que vem de ganhar praticamente tudo. E o desejo e a aposta do clube é seguir ganhando partidas e tentar novos títulos. Existe uma grande expectativa e muita esperança que me traz à equipe hoje”.

Retorno à América do Sul

Em 2007, Godín foi vendido pelo Nacional ao Villarreal. No futebol espanhol, ele atingiu o ápice de sua carreira durante os nove anos em que defendeu o Atlético de Madrid, com nove títulos, entre conquistas nacionais e continentais. Posteriormente, defendeu os italianos Inter de Milão e Cagliari.

O zagueiro apontou a ambição do Atlético como o fator determinante para atuar no futebol brasileiro. “Obviamente, tenho muitos amigos que jogaram ao meu lado que são brasileiros. Falei com muitos deles. E, obviamente, que foi uma decisão voltar à América do Sul após tantos anos na Europa. O Galo me oferece essa ambição, essa grandeza do clube, para tomar essa decisão, que tome muito convencido e com muita vontade de poder estar aqui e seguir minha carreira no Brasil”, afirmou.

Respeito da torcida

O novo reforço do Galo foi recebido por torcedores no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte com pedidos de fotos e autógrafos. Godín destacou que conquistar o respeito da Massa é seu principal objetivo. 

“Sempre digo ao longo da minha carreira que nós, jogadores de futebol, jogamos pelo povo, pelos torcedores, pela Massa. E o mais importante para nós é entregar o máximo, para que nossos torcedores se sintam orgulhosos. E, hoje, eu me sinto orgulhoso e feliz por ter o carinho de tanta gente e ter o respeito. Afinal, conseguir o respeito da Massa é o mais importante. Você pode ganhar, empatar ou perder, mas conseguir o respeito do seu povo é o mais importante. E isso se consegue com trabalho e deixando tudo a cada partida”.

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por