O Cruzeiro de Mano Menezes segue em crise. E isso foi evidenciado na humilhante goleada de 4 a 1 para o Fluminense na noite deste sábado (18), no Maracanã, pela quinta rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. Sem intensidade, com baixo poder de marcação, num ritmo claramente inferior ao adversário, a Raposa, apesar de encarar um time de investimento muito inferior e que tem como aposta principal garotos das categorias de base, foi facilmente batida.

E a conta mostra que fora de casa, neste Brasileirão, o Cruzeiro só perde. Antes tinha sido derrotado por Flamengo (3 a 1 ) e Internacional (3 a 1).

No primeiro tempo, quando ainda conseguiu mostrar alguma coisa, o time de Mano Menezes foi prejudicado principalmente por um erro grave de Pedro Rocha.

Quando o jogo estava empatado por 0 a 0, o atacante tinha Fred sozinho, ao seu lado, mas preferiu mais um drible, adiantando a bola e permitindo a defesa do goleiro Agenor.

Logo depois, após uma cobrança de escanteio, o zagueiro Nino se antecipou ao volante Henrique e acertou o canto direito de gol de Rafael, que na noite deste sábado substituiu Fábio, poupado por Mano Menezes.

Logo no primeiro minuto da etapa final, aproveitando uma lambança da defesa cruzeirense, Luciano fez 2 a 0 para o Fluminense. Robinho empatou logo depois, após boa jogada de profundidade de Egídio, mas a expectativa de pressão cruzeirense não se concretizou.

Muito pelo contrário. O tricolor carioca seguiu sendo melhor em campo e chegou ao gol da tranquilidade com o garoto João Pedro marcando aos 35 minutos, escorando cruzamento de Marcos Paulo.

Até o final da partida, que teve mais 15 minutos de disputa, ficou evidente a desorganização cruzeirense. E a fome de gols do jovem time tricolor. E ela foi premiada com o garoto João Pedro marcando mais um, nos acréscimos, decretando a goleada que evidencia a crise cruzeirense. A capacidade de Mano Menezes e a qualidade do grupo de jogadores são evidentes. Assim como a falta de futebol, de intensidade, de ofensividade, e até de poder defensivo, uma marca do time bicampeão da Copa do Brasil em 2017 e 2018.

O Cruzeiro volta a jogar só no próximo domingo, às 19h, no Mineirão, contra a Chapecoense. A partida é válida pela sexta rodada do Brasileirão. A semana de trabalho será fundamental para Mano Menezes tentar arrumar a casa e espantar a crise que chegou com tudo à Toca da Raposa II.

A FICHA DO JOGO

FLUMINENSE 4
Agenor; Gilberto, Nino, Matheus Ferraz e Caio Henrique; Allan, Daniel (Igor Julião), Paulo Henrique Ganso e Léo Artur (João Pedro); Luciano (Marcos Paulo) e Yony González.
Técnico: Fernando Diniz.

CRUZEIRO 1
Rafael; Orejuela (Marquinhos Gabriel), Dedé, Léo e Egídio; Henrique e Lucas Romero; Robinho, Rodriguinho (David) e Pedro Rocha; Fred (Sassá).
Técnico: Mano Menezes

DATA: 18 de maio de 2019
LOCAL: Maracanã
CIDADE: Rio de Janeiro
MOTIVO: 5ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro
GOLS: Nino, aos 44 minutos do primeiro tempo; Luciano, a 1, Robinho, aos 3, e João Pedro aos 35 e 50 minutos do segundo tempo
ARBITRAGEM: Flávio Rodrigues de Souza, auxiliado por Marcelo Carvalho Van Gasse e Alex Ang Ribeiro, todos de São Paulo
CARTÕES AMARELOS: Allan, Luciano (Fluminense); Rodriguinho, Pedro Rocha (Cruzeiro)