Um dos jogadores mais experientes e um dos menos culpados pelo atual momento vivido pelo Cruzeiro, o goleiro Fábio foi enfático em sua entrevista após o revés por 1 a 0 para o Palmeiras, nesse sábado (14), em São Paulo. Para o camisa 1 da Raposa, o time voltou a vivenciar uma fase de irregularidade em função de “algumas declarações”.

Mesmo sem citar nomes, o arqueiro deu a entender que a reclamação feita por Thiago Neves, depois da goleada sofrida para o Colorado e que culminou na eliminação da equipe celeste na Copa do Brasil, foi desnecessária naquele momento.  

“Momento difícil. Vivenciamos isso em outras temporadas, também. Importante é focar no que a gente quer e vencer o mais rápido possível. Até o jogo contra o Internacional, as coisas vinham andando muito bem, com dois resultados positivos (sobre Santos e Vasco) e um empate (com o CSA). Mas depois desse jogo (Inter), algumas declarações fizeram com que o ambiente se perdesse do foco principal que é o futebol”, afirmou o goleiro.

As tais declarações de Neves, que criticou a quantidade de modificações feitas por Rogério Ceni na escalação do Cruzeiro diante do Inter, foram rebatidas pelo próprio treinador. Nesse sábado, o camisa 10 iniciou no banco de reservas e, quando acionado durante o segundo tempo, teve atuação apagada.

Os celestes voltam a campo no próximo sábado (21), às 17h, no Mineirão, contra o líder do campeonato, o Flamengo. O rubro-negro, campeão simbólico do primeiro turno, ttem 42 pontos, 24 a mais que a Raposa. Parada duríssima, como ressalta Fábio.

“O importante é focar jogo a jogo. Temos um grande duelo contra o Flamengo. Temos os mesmos jogadores que, no começo de temporada, eram colocados parte de um dos times favoritos. Só que o futebol é decidido dentro de campo, e não foi mantido esse favoritismo. Temos que agir e vencer principalmente dentro de casa, independentemente de quem seja o adversário”, disse.