O Grêmio já vive a primeira crise da temporada 2015. Sem convencer neste início de Campeonato Gaúcho, o time comandado por Luiz Felipe Scolari sofreu a terceira derrota neste sábado (14), a segunda seguida, ambas em casa. Desta vez, o tropeço aconteceu diante do lanterna Veranópolis, pelo placar de 1 a 0. O novo revés irritou a torcida, que vaiou os jogadores na saída do gramado.

Com apenas duas vitórias em cinco jogos, o time gaúcho caiu mais uma posição na tabela. Ocupa agora a sexta colocação, com seis pontos. Já o Veranópolis escapou da última colocação ao obter seu primeiro triunfo no campeonato. Ao chegar aos quatro pontos, a equipe subiu para o 13º lugar, fora da zona de rebaixamento.

Com as mesmas dificuldades dos últimos jogos, o Grêmio decepcionou a torcida no primeiro tempo. Diante da retranca do Veranópolis, os donos da casa praticamente não levaram perigo antes do intervalo. Não havia criatividade e nem velocidade para superar a defesa visitante, então na última posição da tabela.

Eficiente na defesa, o Veranópolis também se saiu bem no ataque. Numa das poucas chances que teve na etapa inicial, descolou contra-ataque de Luciano Amaral, que deu passe para David Dener marcar o único gol do jogo, aos 21 minutos. A bola ainda desviou no zagueiro Erazo antes de entrar.

O gol antes do intervalo irritou a torcida do Grêmio. As vaias eram ouvidas em todas as áreas das arquibancadas enquanto os jogadores não conseguiram dar sinais de reação. O meia Douglas era o principal alvo dos torcedores.

Preocupado, Felipão fez duas mudanças para o segundo tempo. Trocou Júnior e Everton por Pedro Rocha e Galhardo. Mas não teve muito sucesso nas alterações. O Grêmio seguiu sem empolgar e nem a pressão, na base da vontade e da correria, nos minutos finais alterou o placar final do confronto.