Enquanto resolve detalhes da venda de Arrascaeta para o Flamengo, o Cruzeiro apresentou na tarde desta terça-feira (8) dois jogadores: o volante Jadson e o lateral-direito colombiano Luis Orejuela, reforços para o técnico Mano Menezes em 2019.

O discurso da dupla na primeira entrevista foi muito positivo e de elogios ao Cruzeiro. Após uma boa temporada de 2018 no Fluminense, Jadson considera que terá com a camisa celeste o grande desafio da carreira.

"Quando eu recebi a notícia que poderia vestir a camisa do Cruzeiro, eu fiquei muito feliz de poder participar de um elenco tão vitorioso e de uma camisa tão consagrada como essa. Sem dúvida nenhuma é o maior desafio da minha carreira e eu estou muito empolgado,  estou muto feliz de estar aqui, espero aprender bastante com a instituição e com os jogadores que aqui estão para me tornar e tornar meus companheiros ainda mais competitivos", disse o jogador, que falou da grandeza do Cruzeiro.

"O Cruzeiro dispensa comentários, é um dos maiores clubes do Brasil, um dos elencos mais fortes do país. Enquanto aos meus companheiros, eles me receberam muito bem. Esses poucos dias que estamos juntos foram muito bons, pude participar bem de todas as atividades, conhecer bem grupo e eles me deram suporte para que eu estivesse mais tranquilo, mais solto e adaptado", disse o meio-campista.

Perguntado sobre suas características, Jadson comentou que é um volante "fora do padrão". 

"Eu sou um volante mais baixo do que a maioria do país, sou um volante bem tático, que tem na resistência seu ponto mais forte, eu procuro me adaptar, ser um volante bastante versátil e me adaptar bem ao que o professor me pede", explicou.

Jadson surgiu para o futebol nas categorias de base do, mas não atuou na equipe principal do Rubro-Negro. Ele passou pelo Botafogo, de onde foi vendido para a Udinese-ITA. Sem conseguir se firmar fora do Brasil, retornou emprestado a alguns clubes, como Athletico Paranaense, Ponte Preta e Fluminense, esse último onde teve mais sucesso, jogou 59 jogos e marcou três gols em 2018.

Lateral-direito

Com dificuldade em entender o português, o lateral-direito colombiano Luis Orejuela também foi apresentado e precisou de uma ajudinha do gerente de comunicação cruzeirense para entender as perguntas dos jornalistas.

Ao ser perguntado sobre sua chegada ao Cruzeiro, Orejuela frisou que vai jogar em uma grande equipe. “Estou muito contente e feliz de chegar a este clube, muito grande no Brasil, sempre quis jogar aqui (no Brasil). Muito bom chegar a esta equipe, que é muito grande e ganha muitos títulos", disse.

O sonho do jogador é disputar a Copa América, que será disputada no Brasil neste ano. 

"Por isso também vim ao Brasil (para disputar uma Copa América). Para buscar uma oportunidade na seleção. É um sonho de cada jogador representar seu país e tomara que tenha essa oportunidade de estar na Copa América”, disse.
O lateral-direito tem passagens pela Seleção Colombiana Sub-20, participou do mundial da categoria em 2015. 

Orejuela tem 23 anos e foi revelado pelo Deportivo Cali-COL, de onde saiu para defender o Ajax. Com a camisa do clube colombiano o lateral fez 72 jogos e marcou quatro gols.