O Grêmio havia acabado de eliminar o Godoy Cruz e avançar às quartas de final da Libertadores nesta quarta-feira quando as atenções se voltaram para Luan. Com a torcida gritando seu nome e pedindo sua permanência na Arena após a vitória por 2 a 1, o jogador falou sobre a possibilidade de deixar o clube e se transferir para o Spartak Moscou.

Pela primeira vez, Luan admitiu ter recebido uma atraente proposta do clube russo. Inicialmente, a oferta do Spartak foi de cerca de 20 milhões de euros (aproximadamente R$ 73 milhões), mas ela acabou subindo depois que o clube gaúcho fez uma contraproposta que foi aceita pelos europeus.

"Ainda vou decidir sobre isso. Meu pensamento está no Grêmio ainda. Vi o pessoal nas redes sociais pedindo para eu ficar. Sei da proposta (do Spartak), mas isso a gente ainda tem que decidir. Amanhã (quinta), eu falo com mais calma e dou a resposta", declarou o jogador em entrevista ao SporTV.

Se Luan despistou, o presidente do Grêmio, Romildo Bolzan, admitiu no início da semana que o negócio "está bem encaminhado". O clube gaúcho estaria tentando garantir a permanência do jogador ao menos até o fim do ano, mas a tendência é de que ele vá para Moscou já nesta atual janela para transferências se o negócio for concretizado.

"O Grêmio se sente contemplado, os nossos pedidos foram atendidos. Estamos apenas concluindo pequenos detalhes, como prazos e garantias bancárias", revelou o dirigente em entrevista à Rádio Gaúcha, concedida na última terça-feira, quando também preferiu não confirmar que a venda já estava fechada porque ponderou que "detalhes" poderiam "derrubar o negócio".