Chinesa de nascimento, mas brasileira de criação, Gui Lin travou um duelo emocionante com a norte-americana Wu Yue na decisão individual do tênis de mesa dos Jogos Pan-Americanos de Toronto e ficou com a medalha de prata após perder por 4 a 3 (11/8, 11/81, 4/11, 8/11, 10/12, 11/9 e 11/7). Com a derrota, ela não conseguiu garantir sua vaga olímpica no individual e por equipes. Já Caroline Kumahara ganhou o bronze ao perder na semifinal para Yue.

Até então, o País só tinha conquistado apenas três pódios no tênis de mesa feminino em Jogos Pan-Americanos, todos por equipes. Foi prata em Toronto, quatro dias atrás, perdendo também para os EUA, e bronze em Havana-1991 e Winnipeg-1999. "Foi o meu primeiro Pan e tiro lições importantes. Acabei de perder a final, é duro, mas tiro mais coisas positivas que negativas", afirmou Gui Lin.

Vale ressaltar que Hugo Hoyama, que conquistou 15 medalhas em Jogos pan-americanos. é o técnico da seleção feminina. O trabalho do treinador já começa a gerar frutos, mas ele prefere enaltecer o desempenho das atletas na conquista de resultados. "Acho que mostra o trabalho que estamos fazendo e acho que saímos daqui de cabeça erguida", disse.

A brasileira começou a partida com muitos erros e acabou perdendo os dois primeiros sets por 11 a 8. Mas depois encontrou sua melhor forma de jogar e atropelou a rival por 11 a 4. A norte-americana passou a errar mais, até porque Gui Lin tinha um jogo agressivo. No quarto set, a brasileira fez 11 a 8 e empatou o duelo.

O quinto set foi muito equilibrado e a norte-americana abriu uma pequena vantagem. Mas Lin Gui, após pedido de tempo de Hoyama, se recuperou, virou o marcador e fechou em 12 a 10. No sexto set, a brasileira cometeu alguns erros e acabou perdendo por 11 a 9.

No último e decisivo set, Gui Lin chegou a abrir 5 a 1, mas deixou a rival se aproximar, virar e acabou sendo derrotada por 11 a 7. Ao menos garantiu a primeira prata feminina do tênis de mesa no Pan.