Há 12 anos, Vanderlei Cordeiro de Lima liderava a maratona dos Jogos Olímpicos de Atenas, quando um padre irlandês o atacou. Além de perder a primeira posição, o corredor brasileiro acabou sendo ultrapassado por um outro competidor, terminando no terceiro lugar. 

Apesar do quadro trágico, que poderia ter tirado a alegria do maratonista, Vanderlei se repcuperou e terminou a prova. Para o Comitê Olímpico Internacional (COI), o brasileiro mostrou ao mundo o verdadeiro espírito esportivo dos Jogos e, por isso, o condecorou com a medalha Pierre de Coubertin.

Leia mais:

Vanderlei Cordeiro de Lima diz que ganhou "seu ouro" ao acender a pira olímpica
Vanderlei Cordeiro de Lima leva prêmio especial do COB

Este ano, nos Jogos do Rio 2016, mais um reconhecimento: Vanderlei foi o responsável por acender a pira Olímpica, na cerimônia de abertura do evento. 

​*Colaborou Mariana Durães