Há exatos 27 anos, a torcida do Cruzeiro tinha o privilégio de ver um verdadeiro show no Mineirão. Em campo, Ronaldo Nazário, que mais tarde seria imortalizado como o "Fenômeno", só não fez chover. Aos 17 anos e já colecionando 'travessuras' pelo país, o menino dentuço se tornou um algoz que o Bahia jamais se esquecerá.

Naquela tarde, pouco mais de 8 mil pagantes viram Ronaldinho fazer cinco gols na vitória do Cruzeiro por 6 a 0 sobre o Tricolor de Aço, em jogo válido pela primeira fase do Campeonato Brasileiro. O último tento, inclusive, até hoje é visto na mídia com grande frequência; mesmo que mais de duas décadas depois. 

Leia mais:
Há 25 anos, Ronaldo fazia cinco gols, levava a mãe à rodoviária e virava 'Fenômeno' no Brasil

Quem não se lembra do atacante roubando a bola do goleiro Rodolfo Rodríguez que, por descuido total, largou a pelota no chão, após uma defesa, para reclamar da frouxa marcação com os companheiros?

Clique na imagem abaixo para ampliar a ficha técnica:

asas