Há exatos 40 anos, o Maracanã recebia a decisão que, até nos dias atuais, é considerada uma das maiores da história do Campeonato Brasileiro. O jogo que decretou o título ao Flamengo, na vitória por 3 a 2, até hoje não sai da cabeça de torcedores e ex-jogadores/dirigentes do Atlético. O vice-campeonato em 1980 parece não ter sido digerido.

Os mais de 154 mil torcedores presentes ao Mário Filho presenciaram um espetáculo com a bola rolando e também a polêmica arbitragem de José de Assis Aragão, que expulsou Reinaldo, Palhinha e Chicão; todos do Galo.

Mesmo com os gols anotados pelo "Rei", antes de levar o cartão vermelho, o alvinegro não conseguiu superar o rubronegro carioca, que acabou ficando com o caneco. Naquela época, Procópio Cardoso comandava o Galo. Ele, inclusive, foi o primeiro jogador mineiro a defender a Seleção Brasileira no Mineirão. Em 7 de setembro de 1965, dentro das comemorações de inauguração do estádio, o ex-zagueiro enfrentou o Uruguai num amistoso em que o Brasil foi representado pelo Palmeiras e que venceu por 3 a 0. 

Apesar da igualdade na soma dos resultados dos dois jogos, o Flamengo ficou com o troféu por ter feito melhor campanha na semifinal, quando encarou o Coritiba, e o Atlético o fortíssimo Internacional.

canto do galo

 

Constelação em Campo

Para se ter ideia do peso das duas camisas naquela época, cabe lembrar o número de atletas convocados para a Seleção, considerando o período entre as Copas do Mundo de 1974, na Alemanha, e 1990, na Itália.

Apesar da genialidade de vários dos personagens dessa histórica final de 1980, eles integram exatamente a geração sem título mundial, pois o Brasil ficou sem erguer a taça de 1970, no México, até 1994, nos Estados Unidos.

QUEM DEFENDEU A SELEÇÃO EM COPAS:

FLAMENGO

Toninho (1978)
Júnior (1982 e 1986)
Carpegiani (1974)
Zico (1978, 1982 e 1986)
Tita (1990)
*Nunes não jogou em 1982 porque foi cortado por lesão

Cláudio Coutinho, técnico do Flamengo, foi o treinador da Seleção Brasileira na Copa de 1978, na Argentina.

ATLÉTICO
Luizinho (1982)
Chicão (1978)
Toninho Cerezo (1978 e 1982)
Reinaldo (1978)
Éder (1982)

QUEM JOGOU NA SELEÇÃO PRINCIPAL, MAS SEM IR À COPA

FLAMENGO
Raul
Marinho
Andrade
Adílio
Nunes

ATLÉTICO
João Leite
Palhinha
Orlando - estava na primeira convocação de Telê Santana para a Seleção, em 29 de maio de 1980, mas foi cortado por causa de uma lesão no pé e substituído por Getúlio.

Cabe lembrar que, no Flamengo, apenas o ponta-esquerda Júlio Cesar não defendeu a Seleção Principal. No Atlético, Osmar Guarnelli, Jorge Valença e Pedrinho Gaúcho não foram acionados pelo "Time Canarinho". Isso, claro, considerando apenas os jogos oficiais, contra seleções principais de outros países.