Há exatos quatro anos, começava a Era Fábio Santos no Atlético. No dia 14 de junho de 2016, o lateral-esquerdo era apresentado na Cidade do Galo como reforço alvinegro e trilharia a partir de então sua história no clube, que começou muito bem, mas acabou marcada pela irregularidade nos últimos anos. Algo crucial para a perda da titularidade antes do isolamento social provocado pela pandemia do novo coronavírus.

Ao todo, são 210 partidas realizadas, sendo 98 vitórias, 54 empates e 58 derrotas, 20 gols marcados e sete assistências, segundo dados do site Galo Digital.

A estreia de Fábio Santos, substituto de Douglas Santos, com a camisa preta e branca se deu em 24 de julho de 2016, na vitória por 1 a 0 em cima do Palmeiras, no Allianz Parque, em São Paulo, pelo Campeonato Brasileiro.

Fábio Santos

Especialista em pênaltis, Fábio Santos se tornou peça importante na equipe alvinegra, sobretudo em 2016 e 2017, ano em que celebrou sua primeira e até então única conquista pelo clube, o Campeonato Mineiro.

Nas temporadas seguintes, porém, alternou bons momentos com atuações não tão convincentes assim. A queda de rendimento resultou em vaias em 2019 e também em 2020.

Fábio Santos

Com a contratação de Guilherme Arana, apresentado em 30 de janeiro deste ano, Santos viu o “pupilo” dos tempos de Corinthians desbancá-lo na briga pela titularidade.

Assim que o Atlético voltar a jogar, Fábio Santos terá como alguns dos objetivos tentar reconquistar a confiança da Massa e também um lugar entre os 11 principais. A ver.