Considerado o herói da classificação do Flamengo sobre o Emelec, do Equador, nas oitavas de final da Copa Libertadores, ao lado do atacante Gabriel, o goleiro Diego Alves não escondeu a satisfação em ter seu nome gritado no Maracanã lotado.

"A torcida tem um carinho especial por mim e eu tenho por eles. É um dia que vai ficar na memória", disse o goleiro, que defendeu uma das quatro cobranças do Emelec na disputa por pênaltis.

Um dos jogadores cobrados pelos torcedores da equipe carioca após a derrota por 2 a 0 no jogo de ida, Diego Alves reconheceu que o Flamengo não fez uma boa partida no primeiro confronto, mas comemorou a volta por cima em casa.

"Tem coisas que não acontecem como a gente queria. Mas futebol é isso. Hoje é o dia da glória. Hoje eu pude contribuir e fico feliz. Essa classificação é para eles. Ganhar assim é Flamengo", afirmou Diego Alves. O goleiro completou seu centésimo jogo pelo clube.

Nas quartas de final da Libertadores, o Flamengo vai enfrentar o Internacional, que passou de forma mais tranquila pelo Nacional, do Uruguai.

AGRADECIMENTOS - O técnico Jorge Jesus aproveitou suas primeiras palavras na entrevista coletiva para agradecer ao departamento médico por ter recuperado a tempo os meias Everton Ribeiro e Arrascaeta.

"Quero agradecer ao departamento médico do Flamengo pela forma que recuperou o Everton e o Arrascaeta. Foram jogadores importantes hoje dentro das suas condições. Agradecer a torcida do Flamengo, a forma apaixonante e vibrante que se comportaram nesse jogo. E aos jogadores, que fizeram um jogo muito inteligente", destacou o treinador português.


Leia mais:
Rafinha brilha e Flamengo vence Botafogo de virada no Maracanã
Em gol validado com o VAR, Gabriel faz no fim e Flamengo empata com o Corinthians
Diego entra em conflito com torcedores do Flamengo