Com surpreendentes dois gols marcados nos últimos minutos nesta segunda-feira, fora de casa, em Gelsenkirchen, a Holanda empatou por 2 a 2 com a Alemanha e garantiu classificação à próxima fase da Liga das Nações da Uefa. De quebra, o resultado provocou a eliminação da França, atual da campeã do mundo, que ficou fora das semifinais depois de ter caído por 2 a 0 diante da mesma Holanda, na última sexta-feira, em Roterdã.

O empate diante da seleção alemã fez os holandeses terminarem a primeira fase do torneio na liderança do Grupo 1, com sete pontos, mesma pontuação dos franceses, que acabaram eliminados pelo saldo de gols inferior ao da rival no confronto direto entre os dois países - no primeiro duelo entre as seleções, no dia 9 de setembro, em Paris, a equipe da casa ganhou por 2 a 1.

Já a Alemanha se despediu da elite da Liga das Nações, da qual foi rebaixada para a segunda divisão da competição, de maneira melancólica diante dos seus torcedores. Sem nenhuma vitória em quatro jogos, somou apenas dois pontos neste Grupo 1, no qual estreou com empate com a França (0 a 0, em casa), caiu diante da Holanda (3 a 0, fora), foi batida por 2 a 1 pelos franceses como visitantes e agora cedeu um 2 a 2 aos holandeses em um duelo que parecia ganho.

Os alemães venciam por 2 a 0 em Gelsenkirchen até os 40 minutos do segundo tempo, quando Quincy Promes descontou o placar. Após Goretzka perder a bola na entrada da área ao tentar sair jogando, Promes recebeu passe na entrada da área e acertou um lindo chute colocado no ângulo esquerdo de Neuer.

E, aos 45, a Holanda foi buscar um empate heroico. Após cruzamento de Vilhena da direita, Kimmich tentou cortar, mas a bola encontrou Van Dijk, que desviou de cabeça para balançar as redes. Assim, a seleção holandesa se juntou à Suíça, Inglaterra e Portugal como países classificados às semifinais da Liga das Nações.

Antes disso, a Alemanha deu a impressão de que poderia massacrar os holandeses e se vingar com autoridade da derrota por 3 a 0 sofrida no último dia 13 de outubro, em Amsterdã. No oitavo minuto do primeiro tempo, Gnabry ajeitou uma bola para Werner, que dominou fora da área e arriscou o chute para acertar o canto do goleiro Cillesen para abrir o placar.

E o segundo gol veio já aos 18 minutos. Kroos deu lindo lançamento do meio de campo para Sané, que recebeu nas costas da zaga, dominou e chutou cruzado. A bola ainda desviou em um defensor e entrou no canto esquerdo baixo de Cillessen.

Entretanto, o maior volume de jogo e outras boas oportunidades desperdiçadas acabaram pesando para a Alemanha, que voltou a decepcionar o seu torcedor depois de ter dado um bom sinal de reação ao derrotar a Rússia por 3 a 0, na última quinta-feira, em amistoso na cidade de Leipzig.

OUTROS JOGOS

Outros oito jogos foram disputados nesta segunda-feira pela Liga das Nações. Pela segunda divisão da competição, a República Checa bateu a Eslováquia por 1 a 0, em casa, enquanto a Dinamarca não soube aproveitar o fator campo ao ficar no 0 a 0 com a Irlanda. Pelo terceiro escalão do torneio, Bulgária e Eslovênia empataram por 1 a 1 e a Noruega superou o Chipre por 2 a 0. E finalmente pela última divisão, os resultados foram os seguintes: Andorra 0 x 0 Letônia, Geórgia 2 x 1 Casaquistão, Macedônia 4 x 0 Gibraltar e Liechtenstein 2 x 2 Armênia.